29/06
Segundão vence final do Interclasse de Vôlei

O grande campeão do Interclasse de Vôlei é o segundão! A equipe repetiu o resultado do último jogo contra o terceirão e levou o título!

A partida foi bem disputada e acabou indo para o tie-break, mas quem acabou se saindo melhor foi o 2º, que ganhou de 3 sets a 2 contra o terceirão.

Nesta sexta-feira (29), também era esperado, antes do jogo da final, uma partida entre o 1º ano e o terceirão, porém, apenas dois jogadores da equipe mais nova compareceram, facilitando a competição para o 3º ano.

As fotos da final podem ser vistas no Flickr do Raízes. A final do Interclasse de Vôlei encerrou as atividades do 2º bimestre no Raízes.

Boas férias, galera!

Dedicação ao ballet

Quem vê uma bailarina dançando muitas vezes nem imagina todo o trabalho que ela teve para conseguir fazer os movimentos da dança com naturalidade.

A Bruna Argentino Saad, de 14 anos, aluna do 1º ano, sabe quanta dedicação uma bailarina deve ter. “Por mais difícil que o movimento seja, é preciso sempre estar focada, entrar no clima do seu personagem no espetáculo”.

Para ser bailarina, é preciso muita dedicação e um pouquinho de paciência, pois nem sempre os resultados na dança são imediatos, certo? A Bruna, que se forma no ballet no próximo ano, já começou a colher os frutos dessa dedicação ao ballet.

Ela participou de uma audição para o American Ballet e foi escolhida para fazer um curso em Nova Iorque em julho, porém, ela não poderá ir, pois vai participar de um festival importante no mesmo mês. Temos certeza de que outras oportunidades bacanas vão aparecer para a nossa bailarina.

A Bruna conversou com o blog e contou como está se preparando para ser uma dançarina profissional. Dá uma olhada!

Quando você começou a dançar?
Quando tinha 6 anos, na escola. Gostava tanto das aulas de ballet que minha avó me matriculou numa escola de dança. Hoje, faço parte do Centro de Arte Lilian Gumieiro.

O que faz você gostar tanto do ballet?
A beleza dos movimentos. A filha de uma amiga da minha avó também é bailarina, dança na São Paulo Companhia de Dança e ver ela dançar também me incentivou a me dedicar ao ballet. Tem também o fato de o ballet ser muito técnico e não te deixar ficar parado. É preciso sempre se aquecer e alongar para fazer os movimentos. A dança é muito boa para a postura e me ajudou muito para deixar a timidez de lado.

Você tem aulas de ballet todos os dias?
Sim, é preciso praticar todos os dias. Esse estilo de dança exige muita dedicação, estar sempre focada para superar as dificuldades, que não são poucas. A adaptação da sapatilha de ponta, por exemplo, é bem difícil. Mas, para quem gosta, vale muito a pena.

Você pretende ser bailarina profissional?
Estou estudando para isso, quero entrar numa companhia e ser uma profissional da dança. Temos a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, em Joinville, mas quero entrar na Juilliard School, em Nova Iorque, pois ela trabalha a formação completa do artista.

Como você está se preparando para isso?
Sempre faço cursos, nas férias, por exemplo, para aprimorar a técnica e ter mais experiência. No ano passado, meu professor nos levou para conhecer a Steps on Broadway, uma das melhores escolas de dança em Nova Iorque, e foi muito bom ver as bailarinas aplicando a técnica perfeitamente. É um incentivo para melhorar, né? A carreira de bailarina não é muito longa, geralmente com uns 35 anos ela para de dançar, por isso, temos de investir o quanto antes na dança.

Quais espetáculos você gostaria de dançar um dia?
Acho muito bonito o Dom Quixote e O Quebra-Nozes, que são clássicos no ballet.

28/06
Pesquisa: o que vocês mais gostaram no primeiro semestre?

Galera, as férias já estão aí, mas, antes que as aulas acabem, gostaríamos de saber quais atividades do primeiro semestre de 2012 vocês mais curtiram.

Listamos as principais atividades na pesquisa aqui ao lado direito do blog. Para participar, é só clicar nas ações que vocês mais gostaram e, depois, no link “Vote”, logo abaixo das opções. Vale escolher quantas atividades vocês quiserem, ok?

Neste post, também vamos listar as atividades com alguns links, caso vocês queiram mais informações sobre as ações. Quem quiser fazer alguma observação ou sugestão, pode deixar um recado aqui no blog.

Gincoc 2012
- No primeiro semestre, abrimos a Gincoc com tarefas na escola, a tarefa virtual Eu Curto o Raízes, a prova da Melhor Torcida, o Cabo de Guerra e o Paredão na escola, as provas surpresas, a tarefa das esquetes e a prova das quadrilhas.

Bate-Papo no Raízes
- Ciclo de palestra com a participação do dentista Marcos de Oliveira Dias, da jornalista Marilucy Cardoso, da delegada Vera D’Antracoli Ribeiro Neves, do Alex Carrão e do André Sanches, do Centro Terapêutico Recanto Primavera, e do psicólogo Gabriel Tarragô.

Trote
- Até agora, tivemos os trotes do carnaval, brega, mendigo, pijama e trocado.

Oficina do Sabão Sustentável
- Clique aqui para ver a receita e aqui para ver as fotos.

Pedido de Música ou Vídeo
- Clique aqui para mais informações.

Equipe do Raízes na Corrida Noturna FlexPé
- Clique aqui para mais informações.

Pintura nos bancos
- Clique aqui para mais informações.

Festa Junina
- Clique aqui para mais informações.

Concurso Declaração de Amor
- Clique aqui para mais informações.

Interclasse de Vôlei
- Clique aqui para mais informações.

27/06
Desmistificando a Publicidade

Foto: Alessandro Shinoda/Folhapress

Quem aí já pensou em fazer Publicidade? O curso já foi o mais concorrido da Fuvest por muitos anos e, no último processo seletivo, ficou em terceiro lugar na lista dos mais procurados.

Talvez porque o publicitário passe a impressão de ser um cara todo antenado e descolado. Mas será que é isso mesmo?

Em linhas gerais, o publicitário é o cara responsável por divulgar um produto, uma ideia ou um conceito. A profissão exige muito estudo e reciclagem, para que o profissional possa se reinventar a cada ação publicitária nova.

Para saber mais sobre a profissão e desvendar alguns mitos da carreira, a Folhateen conversou com ninguém menos que Washington Olivetto, uma das referências da profissão no Brasil, à frente da agência WMcCann. Uma das dicas que ele deu é ter a capacidade de “rir de si próprio e ser levado a sério, mesmo que não se leve a sério”.

A reportagem pode ser lida clicando aqui.

26/06
Terceirão busca recuperação no Interclasse

O terceirão volta à quadra do Raízes nesta sexta-feira (29) para disputar com a equipe do 1º ano uma vaga para a final do Interclasse de Vôlei.

A equipe não jogou na semana passada e teve a oportunidade de ver como o primeirão iria se comportar durante a partida.

O jogo da semana passada, entre 1º e 2º ano, foi menos disputado que o de abertura da competição, quando o segundão e o 3º chegaram ao tie break. Para o representante do terceirão, Vinicius Toshio, isso demonstra que sua equipe está mais preparada.

“Nosso jogo foi bem acirrado, o que atrapalhou foi a falta de algumas jogadoras. Isso nos tirou algumas oportunidades de substituições. Para esse jogo contra o 1º ano, acredito que vamos nos sair bem melhor, para depois disputarmos a final”, avaliou.

As partidas decisivas do Interclasse de Vôlei acontecem na sexta-feira, às 14 horas, na unidade da serra. Boa sorte, galera!

25/06
Aprendendo a fotografar

Algumas pessoas sabem desde pequenas o que querem ser quando crescer.

É o caso da Kauany Caroline, de 16 anos, aluna do 2º ano do Raízes. Há muito tempo ela curte fotografar, mas só recentemente começou a fazer suas fotos, inclusive participando de eventos.

“Sempre achei bacana essa possibilidade de registrar um momento. Agora estou aprendendo mais sobre a importância dos ângulos e da luz, para dar o efeito que queremos nesse registro”.

Apesar do seu interesse pela profissão, ela pretende continuar a aprender fotografia paralelamente ao curso de Psicologia. Olha só o que ela contou para o blog!

Quando começou seu interesse por fotografia?
Desde criança gosto de fotos, de fotografar e sempre pensei em seguir essa profissão, mas não pretendo fazer um curso universitário de fotografia. Tenho alguns amigos que já fotografam sem ter necessariamente um diploma na área e que estão se saindo bem no mercado de trabalho. Por enquanto, vou aprendendo na raça, exercitando o olhar e mexendo na máquina.

O que você costuma fotografar?
Estou trabalhando com uma amiga da minha mãe, ajudando a fotografar eventos como casamentos e festas de 15 anos. Acho que a prática é o maior aprendizado que um fotógrafo possa ter. Muitas vezes, a teoria se perde no meio do caminho, mas não descartei a hipóteses de fazer um curso rápido, para aprender algo específico e prático na área.

Um dos "modelos" da Kauany é o coelhinho que ela tem em casa

 

Quando você começou a fotografar nesses eventos?
Não faz muito tempo, até porque, ganhei o equipamento, uma Nikon D5100, recentemente da minha avó, que também adora fotografar. Ter minha própria câmera era o que eu queria há muito tempo, pois a máquina me permitiria começar a treinar, a fotografar.

O que você gosta de fotografar?
Não tenho uma preferência, porque acho que nessa fase em que estamos começando, todo assunto é válido, tudo é uma oportunidade de aprendizado. Costumo publicar as fotos que mais curti no Facebook.

A Rebeca também fez pose para a Kauany

E os seus planos para a faculdade?
Resolvi levar a fotografia paralelamente a outro aprendizado. Depois de ver a palestra do Gabriel [Tarragô, que participou do Bate-Papo no Raízes], me decidi pela Psicologia. Acho que é uma profissão que exige sensibilidade como a profissão de fotógrafo. Mas, quem sabe, mais para frente, eu não consiga entrar no mercado de fotografia, seja na área de eventos ou em uma redação, né?

22/06
Segundão vence partida contra o 1º ano

Na partida desta sexta-feira (22) do Interclasse de Vôlei, o segundão passeou na quadra do Raízes. A equipe venceu por 2 sets a 0 do 1º ano com facilidade e se classificou para a final da competição.

O representante da equipe, Caio Deberaldini, contou depois da partida que esperava mais do time adversário. “Nós entramos na quadra achando que teríamos dificuldades com os jogadores mais altos do primeiro ano, mas acabou sendo um jogo tranquilo. A equipe está de parabéns”.

Na próxima sexta-feira (29), o 2º ano vai jogar contra o vencedor da partida entre 1º ano e terceirão, que vai rolar no mesmo dia. As fotos do jogo de hoje podem ser vistas lá no Flickr do Raízes. Bom fim de semana, galera!

Piquenique do terceirão

A galera do terceirão se reuniu nesta sexta-feira (22) para fazer um piquenique no Raízes.

Eles aproveitaram a ocasião para fazer a entrega do prêmio da rifa da cesta de chocolate para a Nice. Para ver todas as fotos, é só clicar aqui e ir para o Flickr do Raizes.

21/06
2º ano preparado para próxima partida do Interclasse

Com uma equipe bem entrosada, o 2º ano começou o Interclasse de Vôlei com o pé direito.

A partida da última sexta-feira contra o terceirão terminou com placar de 3 sets a 2 para os meninos do segundão.

Para o representante da equipe, Caio Deberaldini, a vitória é resultado do treinamento que já está rolando há um mês. Porém, a estreia na competição não foi fácil.

“O terceirão tem bons jogadores, como o Gabriel e o Kenyt, mas acredito que o nosso rendimento nos treinos fez diferença, pois conseguimos manter a calma. Além disso, já conhecíamos um pouco do jogo do 3º ano, por observar as partidas durante os intervalos”.

Outro ponto positivo que o Caio destacou é que, como no último jogo todos os sets foram mistos, deu para todo mundo jogar. “Conseguimos verificar a equipe e a tática que deram certo”.

Para o jogo de sexta-feira contra o 1º ano, a responsa maior fica com os jogadores Caio Guerra e João Vitor, os mais altos do segundão. “Furar o bloqueio do adversário vai ser difícil, pois eles têm jogadores altos, mas estamos bem entrosados e também temos ótimas jogadoras, como a Rebeca, a Jamile e a Gabi”.

Será que a vitória vai para o segundão novamente? Isso só vamos saber na partida de sexta, que começa às 14 horas na unidade da serra. Boa sorte às equipes!