30/06
Pais do ensino médio destacam preparo para o vestibular no Raízes

Começamos a semana fechando os trabalhos de mais um semestre no ensino médio. É que nesta segunda (30) recebemos os pais na reunião com os professores. Mas não foi apenas a nossa equipe que deu um feedback em relação ao desempenho dos alunos e tirou dúvidas.

Alguns dos pais também trocaram uma ideia com a gente a respeito dos projetos desenvolvidos nesta primeira metade do ano e também do trabalho do Raízes como um todo, principalmente para a preparação dos estudantes para uma etapa importante da vida: o vestibular.

Para a empresária Miriam Yoshikado, mãe da aluna Fernanda, do 2º B, um dos pontos mais importantes da escola é a sua capacidade de dar atenção aos alunos. “Um dos motivos que nos levou a escolher o Raízes foi o tamanho das turmas, que possuem um número bacana de alunos para que os professores possam dar atenção a todos. Sinto que a Fernanda aprende tanto em grupo quanto individualmente”.

Ela também deu destaque aos simulados oferecidos regularmente, que são importantes para dar uma noção aos alunos sobre a responsabilidade em relação aos estudos focados no vestibular. “Estas provas avaliam o conhecimento de cada um e apresentam a realidade que os jovens precisam levar para si: a de que é importante se dedicar para conquistar bons resultados”.

Quem também destaca a importância do Raízes em guiar o aprendizado dos alunos em relação aos processos seletivos e participar da construção do conhecimento para toda a vida é o casal Yamara de Araújo, advogada, e Ricardo Araújo, empresário, pais da nossa aluna Maria Laura, do 2º B.

“A Maria Laura estuda há bastante tempo no Raízes e sentimos que a escola é como se fosse nossa casa, pois sempre fomos muito bem recebidos por todos. Nossa preocupação sempre foi em relação ao desenvolvimento da nossa filha como indivíduo e cidadã. Depois que ela entrou para o ensino médio, percebo que o preparo para a entrada na universidade é uma continuação deste trabalho”, contou Yamara. Já Ricardo avalia que a incorporação do iPad nas aulas trouxe mais oportunidades de aprendizado também focado no vestibular.

A professora de geografia Mirtes Kuratomi, avó do nosso aluno Lucas, do 2º A, e que inclusive já fez parte da nossa equipe, também destacou o uso das tecnologias na escola. “Comecei a dar aulas em uma época em que o ensino apostilado não estava em alta, o que deixava o professor mais livre para inovar suas aulas. Hoje acredito que os professores que utilizam os iPads ou outras ferramentas tecnológicas têm esta oportunidade de criar aulas mais interessantes, com mais recursos. Acompanhar este desenvolvimento é um diferencial muito grande para a escola e para os alunos”.

Antes mesmo do Raízes oferecer as aulas com os tablets, Mirtes já curtia muito o ensino da escola. “Sou apaixonada pelo sistema pedagógico do colégio e por isso indiquei a escola para minha filha matricular o Lucas. Mas não só pelo aprendizado de qualidade. Vejo que meu neto é muito feliz estudando no Raízes, e isso é muito importante”.

Estudar onde se gosta
Para a professora Andreza Aguiar de Jesus, mãe do Caio, do 1º ano, o melhor termômetro para demonstrar o bom trabalho da escola é os comentários que o filho faz em relação às aulas. “Ele sempre fala da criatividade da equipe em oferecer aulas diferentes e dos projetos que acontecem fora da sala de aula, como as oficinas e palestras com profissionais de outras áreas, para orientar os alunos em relação às possibilidades de carreira, além do uso das tecnologias”.

Já a cabeleireira Amanda Nakayama, mão da Lana, do 2º ano, também considera essencial a filha estudar onde curte. “O interesse em relação ao aprendizado começa numa escola onde o aluno tem prazer em estudar, seja pela turma ou pelas aulas. A Lana curte o Raízes e acredito que esse é um diferencial para o preparo para o vestibular”.

Para nós, contar com a participação dos pais dando este retorno em relação ao trabalho da escola é essencial para a construção do conhecimento dos nossos alunos. Se você também quer dividir sua avaliação conosco, é só deixar um comentário aqui no blog.

Desde já, agradecemos o trabalho de todos neste primeiro semestre do ano. A escola fará uma pausa em julho, mas o blog continua com as postagens durante o recesso escolar, ok? Ótimas férias a todos!

27/06
Intercâmbio cultural e esportivo

O Colégio Raízes foi convidado pelo Colégio Dante Alighieri, de Buenos Aires, a participar da Copa 30 Anni, torneio esportivo em comemoração aos 30 anos da instituição argentina.

Estamos muito felizes com o convite, pois esta é uma oportunidade muito bacana para os nossos alunos fazerem um intercâmbio cultural e esportivo e conhecer outros jovens alunos de escolas da Argentina, México e Colômbia, parceiras do Sistema Uno Internacional.

O torneio será na sede do Colégio Dante Alighieri, em Campana, dos dias 3 a 9 de setembro de 2014, e vai envolver as seguintes modalidades:

- Voleibol feminino – equipe de 6 pessoas – sub 14 (13 e 14 anos), sub 16 (15 e 16 anos) e sub 18 (17 e 18 anos);

- Futebol masculino – equipe de 7 pessoas – sub 14 (13 e 14 anos), sub 16 (15 e 16 anos) e sub 18 (17 e 18 anos)

O Raízes irá participar com uma equipe por modalidade: duas da serra e quatro do ensino médio, certo? Os alunos interessados devem participar da peneira que vai rolar na próxima quinta-feira (3), às 9 horas, na unidade da serra.

Dúvidas? Então deixem um comentário aqui no blog!

O Mito da Caverna na versão do Piteco

O Mito da Caverna é uma passagem do livro “A República”, do filósofo grego Platão. Também chamado de “alegoria da caverna”, o mito é considerado um dos mais importantes pontos da filosofia.

Com ele, Platão quis mostrar que os humanos têm uma visão distorcida da realidade. A caverna simboliza o mundo e nós somos os prisioneiros que passam a observar as formas projetadas na caverna. Elas não representam a realidade, pois são imagens criadas pela cultura, conceitos e informações que recebemos durante a vida.

Para conhecer a realidade, precisamos nos libertar destas influências culturais e sociais, ou seja, sair da caverna. Difícil de entender? Então deem uma olhadinha no vídeo sugerido pelo professor Wagner, de filosofia, com o personagem Piteco, da Turma da Mônica.

25/06
O porquê do grito da torcida mexicana

A torcida do México tem chamado atenção nos jogos da Copa.

No jogo da primeira fase contra o Brasil, muito se falou sobre as cores, as músicas e a animação dos mexicanos, que, acreditam alguns, fizeram a diferença na disposição da sua seleção.

Já no jogo contra Camarões, também na primeira rodada, surgiu uma polêmica: a torcida foi acusada de manifestações homofóbicas devido a um dos seus gritos de guerra mais tradicionais.

É que antes das cobranças de tiro de meta do goleiro adversário, os mexicanos gritam em coro: “ehhhhhhhhhhhhh puto”. A Fifa acabou absolvendo a Associação Mexicana de Futebol, por considerar que o grito, dentro do contexto do futebol, não é considerado um insulto.

O goleiro Alfredo Talavera, um dos reservas do México, inclusive declarou que “puto” vem de “putozin” que, na língua nativa Nahuatl, significa “desejo que ele dê um chute horrível”. Mas será que é isso mesmo ou o “portero” mexicano deu uma trollada nos jornalistas.

Bom, ninguém melhor do que o professor Roberto Carlos, que dá aulas de espanhol no Raízes e é mexicano, para explicar a origem desta tradição futebolística.

Ele indicou a leitura do artigo da jornalista Yuriria Sierra, que escreve para o portal Excelsior, do blog colaborativo Esto y Aquello e do site Fanbolero, que apresentam diferentes visões sobre a origem do grito da torcida e suas repercussões.

E vocês, o que acham sobre a torcida mexicana?

24/06
Segunda chamada das provas bimestrais

A última prova bimestral de junho rolou nesta terça-feira (24). Quem perdeu alguma das avaliações pode participar da segunda chamada na sexta-feria (27).

Todas as provas serão aplicadas no mesmo dia, das 14 às 17 horas. Para fazer a substitutiva, é preciso fazer um requerimento na secretaria e pagar uma taxa de R$ 30 ou de R$ 25, para quem apresentar atestado médico.

Qualquer dúvida, é só deixar um comentário aqui no blog.

23/06
Casos de doping

No mundo dos esportes, há uma palavrinha que assombra os atletas: doping, ou seja, a utilização de substâncias não naturais ao corpo para melhorar o desempenho esportivo de forma artificial.

Há os que tomam estas substâncias conscientemente, mas há também aqueles que são surpreendidos, como a nossa saltadora e velocista Maurren Maggi. Em 2003, poucos dias antes do Pan de Santo Domingo, ela foi suspensa e não pode participar da competição acusada de doping.

Maurren alegou que não sabia da presença da substância clostebol na composição de um creme cicatrizante, aplicado após uma sessão de depilação definitiva. Resultado: acabou suspensa por dois anos e ficou fora de Atenas 2004.

Na Copa do Mundo, as suspeitas de doping também acontecem. Tanto que, após a vitória da Costa Rica contra a Itália na última sexta-feira (20), sete jogadores costa-riquenhos foram convocados pela Fifa para fazer o teste, o que foi considerado um exagero por muitos.

O professor Junior, de química, lembrou que o uso de substâncias que aumentam o rendimento físico é bastante antigo em diversas sociedades. No entanto, isso é visto como uma atitude antiesportiva e injusta, uma vez que uma das bases do esporte é a superação dos seus próprios limites, certo?

Vocês podem ver a lista de substâncias proibidas aqui. O professor também indicou um link para quem quer entender mais sobre a questão do doping no esporte. Para ver o artigo, é só clicar aqui. Quem quiser, também pode relembrar 20 casos importantes de doping no esporte, clicando aqui.

18/06
Saiba como escrever um ótimo texto

Vocês têm dificuldades em fazer uma redação? Pois saibam que, para fazer um texto bacana, não é preciso apenas ter um tema brilhante ou muita inspiração. Basta conhecer a técnica do estilo do texto e aplicá-la.

O Alex Otuka, do terceirão, desenvolveu um projeto muito legal que pode auxiliá-los em qualquer atividade de produção de texto. O esquema que ele fez é bem criativo e didático. Olha só!

Projeto de redação - Alex Otuka 2

 

17/06
Você conhece a história das Copas?

Copa do Mundo não é só futebol, é história também! Os fatos políticos, sociais e econômicos influenciaram a escolha dos países-sede e alguns acontecimentos do mundo da bola.

“É importante conhecer a história das Copas para ficarmos por dentro do contexto político e social dos países que sediaram e disputaram o Mundial até hoje”.

A primeira Copa aconteceu em 1930, no Uruguai. Antes do torneio ser criado, a Fifa reconhecia o país medalha de ouro de futebol nos Jogos Olímpicos como o campeão mundial. Até que em 1928, o francês Jules Rimet, então presidente da Fifa, anunciou que criaria um torneio à parte.

No ano seguinte, o Uruguai foi escolhido para sediar a primeira Copa, não só porque tinha conquistado os dois últimos títulos olímpicos seguidos – em 1924 e em 1928 – mas também porque completaria 100 anos de independência em 1930.

Na primeira Copa, o Brasil fez uma campanha ruim. Devido a problemas políticos, a Federação Paulista não cedeu jogadores e a seleção brasileira foi formada às pressas, com jogadores do Rio de Janeiro. Resultado: não passou para as semifinais e terminou a competição em sexto lugar.

No quadro abaixo há um resuminho sobre todas as Copas do Mundo, para vocês ficarem por dentro das sedes e dos resultados.

Copas

E em 2014, será que dá Brasil?

16/06
Fotos da festa junina

O final de semana foi de muito “trem bão” no Raízes. É que no sábado (14) rolou o nosso arraiá, com direito a comidas típicas, brincadeiras juninas em clima de Copa do Mundo e muita dança!

Como já é tradição na escola, a  galera do terceirão ficou responsável pelo correio elegante e mandou muito bem ao enviar os recadinhos para os participantes da festa.

Também rolou prova do Decora na festa junina! A equipe que preencheu todos os requisitos mínimos da quadrilha e ainda conquistou o gosto dos jurados em originalidade e caracterização foi o 2ºB. Ponto para os laranjas!

Mas o terceirão também deu um show! A quadrilha do terceiro ano foi tão divertida que contou até com a participação dos professores Amarilis e Wagner.

As fotos da festa junina do Raízes já estão no Flickr. Para ver as imagens e relembrar os melhores momentos do arraiá, é só clicar aqui.