30/04
Plantão de dúvidas será nesta terça (5)

A galera do ensino médio poderá tirar suas dúvidas nas matérias de exatas, e assim fazer as avaliações com mais tranquilidade, na próxima semana.

Nesta terça-feira (5), das 14 às 15h40, haverá um plantão das disciplinas de química, matemática e física. Um alívio para quem não entendeu muito bem determinados assuntos, não é mesmo?

Então, aproveite e tire todas as suas dúvidas para ir bem nas provas!

Dica do professor: um pouco mais sobre Kucinski

Bernardo Kucinski

O professor Guilherme, de Literatura, passou uma atividade para a galera do 3° A e decidiu complementar com mais algumas informações sobre o escritor Bernardo Kucinski.

Descendente de judeus da Polônia, Bernardo Kucinski é um dos escritores brasileiros que mais me impressionaram nestes últimos tempos, seja pelo seu livro de contos, “Você vai voltar pra mim”, seja pelo romance “K”.

Em ambos os casos, o pano de fundo é a Ditadura Militar no Brasil (1964-1985). No volume de contos, encontram-se narrativas cuja preocupação, em boa parte, consiste em revelar até que ponto a ditadura afetou a vida do cidadão comum ou mesmo alheio, por ignorância ou alienação, ao regime.

Há, ainda, contos com um tema doloroso ao escritor, que teve sua irmã e cunhado desaparecidos depois do AI-5: a inviabilidade do luto diante da não confirmação da morte das vítimas da ditadura. Afinal, os militares jamais listaram os nomes das vítimas cujos corpos, se não tiveram outro fim, foram pelo menos dados aos cachorros ou aos porcos.

E essa é a questão central do romance. K é a personagem que nomeia a obra e que alude a narrativas de Kafka. A menção à ascendência do escritor não é mera informação biográfica. O protagonista, que corresponde a um poeta, professor de literatura e pai do escritor Bernardo, perdeu parentes no holocausto e, já no Brasil, perdeu a filha, até hoje não encontrada. A diferença do nazismo, que, burocrático, registrava nome por nome dos mortos em campos de concentração, os militares do Brasil, com intenções de torturar os parentes das vítimas e de maquiar sua covardia e truculência, forjavam uma vida àqueles que mataram.

É assim que K recebe cartões postais de quem, já morto, se diz exilado. E o romance desenvolve-se à medida que a agonia de K cresce, atrelada ao terror praticado pelos agentes. Misto de ficção e de testemunho – testemunho que por sua vez já rarefaz as fronteiras que separam a memória da ficção – “K” versa sobre a busca sem esperança; sobre a busca que só confirme uma certeza: a de que os mortos, assassinados pelos militares, estão mortos; sobre a busca que, em caso de êxito, possibilite na melhor das hipóteses o luto.

Recomendo fortemente as duas obras, sobretudo em tempos em que temos assistido a um novo avanço conservador que não pode ser subestimado e que pede a volta desses tempos, que destruíram não só a família de Bernardo K., mas muitas outras.

27/04
O 4º Sarau do Colégio Raízes está chegando!

 

sarauVem aí mais uma edição da festa literária, que já virou tradição na escola, sempre muito divertida e cheia de conhecimento!

O evento será na próxima quarta (6), às 19 horas.Estão convidados pais e familiares para curtir as apresentações artísticas dos alunos do ensino médio.

Os estudantes que forem se apresentar devem chegar com 20 minutos de antecedência, para se preparar.

As turmas estão ensaiando bastante e prometem mostrar números musicais, poesias e peças teatrais cheias de criatividade. E, neste ano, o tema das apresentações será “Simplesmente amor”

Esperamos vocês!

 

Dica do professor: “A maior flor do mundo”

A professora Vera, de gramática, nos indicou um vídeo superbacana sobre um conto infantil chamado “A maior flor do mundo”, de José Saramago.

Transformando-se em personagem, o autor nos conta que uma vez teve uma ideia para um livro infantil, inventou uma história sobre um menino que faz nascer a maior flor do mundo.

A história serve muito bem para adolescentes e adultos, pois leva à reflexão sobre o modo de viver. Vale a pena assistir o vídeo. É só apertar o play.

 

 

23/04
Já pensou em ser dentista?

Selo_GuiaDeProfissões-01

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nada melhor que sorrir para a vida e mostrar o quanto a gente está feliz, não é mesmo? Nesta semana falaremos de um profissional que cuida do sorriso e ajuda muita gente a ter uma vida sociável, trazendo qualidade de vida. Você já sabe quem é?

O dentista se dedica ao estudo e ao tratamento dos dentes, da boca e dos ossos da face. Ele cuida da saúde e da estética bucal. As atividades mais comuns no seu cotidiano são restaurar, extrair e limpar dentes, projetar e instalar próteses, fazer cirurgias e tratar doenças da gengiva, da bochecha e da língua.

Uma curiosidade da Odontologia é que, além das suas atribuições tradicionais e bem conhecidas, o curso habilita os dentistas a ajudar outros profissionais da saúde, identificando por meio de exame dos pacientes doenças do sistema digestivo e outras, como a Aids, que costumam abrir feridas características e deixar mau hálito.

O inicio do curso de Odontologia é bem parecido com o início do curso de Medicina. O aluno possui matérias básicas das Ciências Humanas, como anatomia, fisiologia e biologia ligada ao corpo humano.

No segundo ano o curso já começa a tomar o rumo da especialização, onde o aluno faz experiências em bonecos ou então em peças de anatomia. E, no terceiro ano do curso, o aluno já tem experiência e passa a tratar pacientes.

Para exercer a profissão é obrigatório obter o registro do Conselho Regional de Odontologia (CRO).

22/04
Coleta de plantas e sementes agita turma do 2°A

IMG_1280

 

Nada melhor do que fazer acontecer e tentar melhorar o nosso ambiente.

O professor Aurélio, de biologia, fez um passeio com a galera do 2°A na unidade da Serra do Itapety.

Além de fazer uma caminhada e andar pelo ar livre, os alunos puderam observar e coletar plantas e amostras biológicas do grupo das Briófitas (musgos), Pteridófitas (samambaias) e Gimnospermas (pinheiros) para catalogar e colocar no laboratório do Colégio, para futuras pesquisas.

Todos adoraram andar pela Serra, pois muitos desconheciam este lugar rico em plantas, árvores, animais e outras espécies. A interação ajudou bastante a turma a compreender melhor a matéria.

Veja como foi a atividade no nosso Flickr. Clique aqui para ver as fotos.

Palestra conscientiza alunos do ensino médio sobre a dengue

IMG_7243

É muito importante ficar por dentro de tudo o que acontece no nosso corpo quando estamos doentes, ainda mais quando a doença é a dengue.

No começo do mês de abril, no período da tarde, foi feita uma palestra sobre a dengue aqui no Raízes. Todas as turmas do ensino médio participaram da palestra.

As informações foram passadas pela professora de biologia Lídia Cecília, que apresentou aos alunos imagens e resultados de experiências da captura das larvas do mosquito da dengue. Ela também falou sobre  a importância do tema, da conscientização, histórico, origem, curiosidades e controle biológico da doença.

Com a dengue não se brinca, por isso fique atento e não deixe água limpa acumulada!

Veja como foi a dinâmica no nosso Flickr. Para visualizar as fotos, clique aqui.