19/01
10º Lugar-Experimentos Químicos

Em 10º Lugar vamos rever os preparativos dos alunos para a Feira de Ciências. Evento o qual conta com a participação de todos os alunos com experiências incríveis.

feira de ciencias 2A Feira de Ciências do Colégio Raízes se aproxima e estamos muito ansiosos para mostrar o trabalho dos alunos, até porque, na últimas semanas eles se empenharam bastante nos projetos que serão apresentados.

A turma do 3º ano A, da prô Marluce, vai apresentar um trabalho muito bacana sobre as etapas de crescimento de uma planta. Já os alunos do Jardim A, da prô Meliana, fizeram um experimento muito colorido. E isso é só uma mostra do que vai rolar.

feira de ciencia 1Para as turminhas da educação infantil e do 1º e 2º ano do fundamental, teremos visitas monitoradas. Por isso, pedimos que os papais e mamães de estudantes dessas turmas venham no horário determinado.

Os alunos da educação infantil ao 5º ano terão entrada e saída da escola no horário normal. E quem tiver alguma dúvida pode deixar um recadinho aqui no blog.

17/01
11º Lugar- Jogo das Classes Gramaticais

Vamos conferir o 11º lugar com um jogo muito divertido para aprender gramática.

O português é uma língua cheia de regrinhas, não é mesmo?

Para entendermos cada uma delas, nada melhor do que uma atividade que seja dinâmica e divertida.

jogoA prô Marluce propôs aos alunos a atividade da Caixa de Palavras para trabalhar as classes gramaticais.

No nosso idioma, temos dez classes gramaticais e elas servem para apontar a função ou o sentido de cada palavra.

Durante a atividade, os alunos tiraram palavras da caixa para formar frases e depois identificar a classe de cada uma delas. Foi muito bacana!

As fotos da atividade já estão no Flickr do Raízes. É só clicar aqui para ver as imagens.

15/01
12º Lugar- As relações entre os seres vivos

Em 12º lugar, vamos rever sobre as relações entre os seres vivos, a turma fez uma experiência super divertida.

Para compreender que o tamanho das populações de seres vivos depende de diversos fatores, a galera do 7º ano participou do Jogo das Populações.

seres vivosO objetivo era estudar as variações do tamanho de uma população de quatis durante algumas gerações.

Primeiro os grupos analisaram as cadeias alimentares que se interligavam dentro das variações. Depois, cada grupo aleatoriamente tirou de um monte um cartão fator.

Todos os grupos analisaram juntos o tipo da variação do cartão fator (prescrito em uma tabela com 16 fatores ao todo) e chegaram a uma conclusão, se era um fator de aumento ou diminuição do número de animais de uma população e o porquê.

No final os alunos analisaram a quantidade de quatis que ainda existia em cada população (cada grupo) e concluíram se havia ocorrido equilíbrio ou não.

A partir das análises, os alunos chegaram à conclusão que realmente o tamanho de uma população depende de diversos fatores positivos ou negativos para determinar o seu tamanho no decorrer de determinado tempo.

Bacana, não é? As fotos da atividade estão no Flickr do Raízes e podem ser vistas neste link aqui.

12/01
13º Lugar- Pano encantado na aula de música

panoO prô Maurício trabalhou um conteúdo muito interessante com as turmas do fulltime.

Por meio de uma música e da brincadeira pano encantado, as crianças participaram de uma brincadeira que desenvolve alguns movimentos fundamentais, como locomoção, manipulação e equilíbrio.

Nem precisa dizer o quão divertido foi a atividade, né? A turminha adorou!

Para ver as fotos, clique aqui.

10/01
14º lugar-Doce de abóbora com açúcar orgânico

Em 14º lugar, temos uma dica da nutricionista sobre como preparar um doce de abóbora usando açúcar orgânico.

Nossos alunos provaram um doce de abóbora com açúcar orgânico. A nossa nutricionista, a Paula Oseki, contou que todos adoraram. As fotos da degustação estão no Flickr do Raízes.

9044700182_6bbf9cb0ab-DOCE DE ABOBORA-15Ela destacou também que esta surpresa nutritiva deixou o doce supersaudável. Vamos aprender a receita?

Ingredientes
– 1kg de abóbora pescoço;
– 180g de açúcar orgânico (1 xícara de chá);
– 1 rama de canela;
– 3 cravos-da-índia;
– 50g de coco ralado – fresco ou flocado – industrializado (1/2 xícara de chá).

Modo de preparo
Lave e descasque a abóbora e, depois, pique em cubos. Coloque em uma panela os cubos de abóbora, o açúcar, a canela, o cravo e misture tudo. Acrescente o coco. Apure bem, mexendo de vez em quando. A receita rende 700g (aproximadamente), de 20 a 25 porções de 30g (copinhos de café de 50ml).

Conheça o açúcar orgânico
Açúcar, mocinho ou vilão? Para a nutricionista Paula Oseki, depende do tipo e da quantidade, pois cada colher de chá contém 20 calorias! “Existem vários tipos de açúcar e a principal diferença entre eles se resume nas etapas do processo de produção”. Vamos conhecer?

Açúcar cristal: para que o resultado seja este tipo de açúcar, o caldo de cana passa por processos de purificação, evaporação, cristalização, centrifugação e, por último, pela secagem. A partir do açúcar cristal outros tipos de açúcar, como o refinado e o confeiteiro, são obtidos. O açúcar cristal, portanto, passa por menos processos na hora de ser preparado.

Açúcar refinado: tipo de açúcar conquistado a partir da diluição do açúcar cristal. A calda obtida passa por diversos processos até chegar ao peneiramento. A porção mais fina é separada para a obtenção do açúcar de confeiteiro e, o restante, é o açúcar refinado.

Açúcar de confeiteiro: após o peneiramento do açúcar para a separação dos grãos que vão dar origem ao açúcar refinado e de confeiteiro, é adicionado amido. A finalidade da junção é evitar a aglomeração dos pequenos cristais, formando assim o açúcar de confeiteiro.

Açúcar light: é obtido a partir do açúcar refinado com o adoçante artificial chamado sucralose. Com o poder de adoçar 600 vezes mais que o da sacarose, o adoçante garante que a ingestão calórica seja menor, quando comparado ao consumo de açúcar refinado.

Açúcar mascavo: por não passar pelo processo de refinamento, a qualidade nutricional do açúcar mascavo é melhor em relação ao açúcar refinado. Ele apresenta vitaminas e minerais que não estão presentes na versão refinada.

Açúcar orgânico: o diferencial deste tipo de açúcar é que a cana utilizada em sua fabricação é cultivada sem fertilizantes químicos. Além disso, o açúcar orgânico utiliza processos apoiados na sustentabilidade do meio ambiente, desde o plantio até a etapa final. Suas características nutricionais se assemelham com as do açúcar mascavo. Portanto, apresenta uma quantidade maior de vitaminas e minerais em relação ao açúcar refinado.

Em termos de calorias, todos se equivalem, com exceção do açúcar light, que por conter adoçante junto ao açúcar tem as calorias reduzidas. “Portanto, quando ouvir falar em açúcar, lembre-se da palavra moderação”, destaca Paula.

Quanto à qualidade, o açúcar orgânico e o mascavo são bem melhores que o refinado. “Recomendo para todas as nossas crianças o uso do açúcar orgânico em substituição ao refinado, pois não haverá alteração nenhuma no sabor dos alimentos, como foi o caso do nosso doce de abóbora saudável”.

08/01
15º lugar- Teatro de dedoches

Vamos conferir os Top 15. Os posts mais lidos do nosso blog.

Começamos com 15º lugar com o teatro de dedoches.

Uma das formas mais divertidas de incentivar a criatividade e fazer com que os alunos soltem a imaginação desde cedo é trabalhar com a criação de pequenas histórias.

dedochesHá várias maneiras de fazer isso, mas uma das mais bacanas é o teatro de dedoches. Isso porque os estudantes também desenvolvem habilidades manuais preparando os personagens que serão manipulados com os dedos.

Os alunos do 1º ano desenvolveram essa atividade lúdica e se divertiram bastante. A turma criou várias histórias a partir de personagens que fazem parte da natureza, como o macaco, o tigre e o caramujo.

As fotos da atividade estão no Flickr do Raízes. Para ver as imagens, é só clicar aqui.

15/12
Dica cultural para as férias

A dica é para os alunos ampliarem a sua biblioteca cultural, aproveitando as férias para fazer visitas nos principais museus de São Paulo. Vamos começar com A Casa das Rosas,importante patrimônio que apoia a criação literária em todas as suas esferas.

1200px-CasaDasRosasA Casa das Rosas, desde a sua reinauguração como Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, no final de 2004, tem oferecido à população de São Paulo cursos, oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, lançamentos de livros, apresentações literárias e musicais, saraus, peças de teatro, exposições ligadas à literatura, etc.

Transformou-se, portanto, em um museu que se notabiliza pelo trabalho de difusão e promoção da literatura de escritores muitas vezes deixados de lado pelo mercado e pela oferta de oficinas e cursos de formação para aqueles que pretendem se tornar escritores ou aprimorar sua arte.

Para ficar por dentro da agenda cultural clique no link e programe-se

casadasrosas