12/01
13º Lugar- Pano encantado na aula de música

panoO prô Maurício trabalhou um conteúdo muito interessante com as turmas do fulltime.

Por meio de uma música e da brincadeira pano encantado, as crianças participaram de uma brincadeira que desenvolve alguns movimentos fundamentais, como locomoção, manipulação e equilíbrio.

Nem precisa dizer o quão divertido foi a atividade, né? A turminha adorou!

Para ver as fotos, clique aqui.

07/04
Thais e Leandro falam sobre tênis

2017-04-05-PHOTO-00000150

Hoje é o dia da Thaís, do 3º ano, e do Leandro, do 2º ano, falarem um pouco sobre como é jogar tênis. Veja a entrevista abaixo:

Colégio Raízes: Como se interessaram pelo tênis?
Thais: Minha me colocou em aulas de vários esportes, mas o tênis foi o que mais gostei.
Leandro: Eu já jogava, no entanto, conforme fui ficando mais velho comecei a treinar de verdade. Com isso, participei de torneios e ganhei jogos, o que acabou me motivando bastante.

Colégio Raízes: Como foi o começo?
Thais: Foi bem tranquilo, porque começou como uma brincadeira, mas daí o interesse foi aumentando cada vez mais.
Leandro: No início era apenas um hobby. Eu jogava basicamente porque meus primos já praticavam.

Colégio Raízes: Quais foram os resultados e benefícios conquistados desde quando começaram a jogar?
Thais: Nos últimos anos tenho me dedicado muito e, graças a isso, venho subindo constantemente no ranking da Federação Paulista de Tênis.
Leandro: Os principais resultados são as vitórias, sobretudo porque ultimamente tenho me dedicado muito aos treinos.

Colégio Raízes: Como é o dia a dia de treinos?
Thais: Eu treino quatro vezes por semana, em média duas horas de quadra e mais uma hora de treinamento físico.
Leandro: São pesados e cansativos, porque fico duas horas na quadra, uma hora de físico e mais uma hora de academia. Atualmente faço isso quatro vezes por semana.

Colégio Raízes: Vocês têm algum cuidado especial com a alimentação?
Thais: Minha alimentação é bastante variada. Não tenho uma dieta especial, mas procure comer alimentos saudáveis.
Leandro: Tento evitar refrigerante e doces durante a semana. É importante controlar o que estamos comendo para não ficar muito pesado na quadra.

Tênis

Colégio Raízes: O que o tênis mudou na vida de vocês?
Thais: Ele já faz parte da minha rotina, por isso não me imagino fazendo outra coisa.
Leandro: Mudou minha saúde e, treinando semanalmente, consigo me manter mais saudável.

Colégio Raízes: Há quanto tempo jogam tênis?
Thais: Eu comecei bem pequena, no entanto, os treinos mais sérios há três anos.
Leandro: Tenho praticado há três anos.

Colégio Raízes: Vocês pretendem seguir a carreira de atletas?
Thais: Minha vontade é jogar tênis universitário em alguma universidade dos Estados Unidos.
Leandro: Gostaria de estudar fora do Brasil e ganhar uma bolsa para jogar tênis universitário.

Colégio Raizes: Quais são as dicas para quem está começando ou quer começar?
Thais: O mais importante é gostar do esporte. Não importa se está perdendo ou ganhando, só não pode desistir.
Leandro: Todo começo é difícil, portanto, não desanime nunca. E o principal: divirta-se jogando!

03/04
Jogos cooperativos

IMG-20170323-WA0022

Quem disse que a aula de Educação Física não pode ser usada para estimular a cooperação entre todos os alunos?

Foi justamente isso que a professora Andreza promoveu com o Jogos Cooperativos. A ideia foi basicamente deixar a competição de lado e dar mais atenção à cooperação.

A atividade propôs que os alunos deixassem de jogar uns contra os outros para jogar com o outro.

O interessante é que todo mundo entrou no clima e aula foi super divertida.

IMG-20170323-WA0001

10/03
Conheça nosso aluno mais radical

fernando (2)

Tem um aluno do 2º ano que é bastante radical e pratica motocross.

Vocês sabem quem é? Descubra na entrevista abaixo:

Blog do Raízes: Como começou a praticar?
Fernando: Eu comecei a partir de uma brincadeira com meu irmão.

Blog do Raízes: O que mais gosta no esporte?
Fernando: De ser um esporte radical, com vários desafios diferentes.

Blog do Raízes: É muito difícil? Não tem medo?
Fernando: Bom, depende do lugar, mas para mim não é tão difícil. Em lugares novos, com mais obstáculos, fica mais difícil e daí dá um pouco de medo.

Blog do Raízes: Quais são os acessórios necessários?
Fernando: Têm vários: capacete, bota, luva, colete, óculos, cotoveleiras e joelheiras.

Blog do Raízes: É muito perigoso? Já se machucou seriamente?
Fernando: Sim, é muito perigoso. Nunca tive nada muito sério, no máximo alguns ralados.

Blog do Raízes: Faz algum tipo de preparo (musculação, dieta . . .) para o esporte?
Fernando: Tento manter a forma correndo.

Blog do Raízes: No que a prática ajuda no dia a dia?
Fernando: Ajuda na saúde mental e física, pois é um esporte que eu gosto muito.

Blog do Raízes: Qual é a dica que dá para quem tem vontade de começar?
Fernando: Praticar o máximo possível.

Blog do Raízes: Pretende seguir carreira nessa área?
Fernando: Sim, pretendo, mas para ser um bom piloto tem que ser bem dedicado.

IMG-20170306-WA0005

06/06
Ginástica rítmica

A galera do ensino médio conheceu a fita e praticou alguns movimentos da ginástica rítmica na aula de educação física.

A fita é um dos quatro aparelhos que compõem a ginástica rítmica – os outros são o arco, a bola e as maças. Ela possui duas partes: o estilete, suporte que mede 0.5 cm de diâmetro e entre 50 cm e 60 cm de comprimento, e a fita, feita de cetim que mede até 6 metros.

Longa, a fita pode ser lançada em qualquer direção para criar desenhos no espaço, formando imagens e formatos de todo o tipo. Serpentinas, espirais e arremessos exigem da ginasta coordenação, agilidade e plasticidade.

Por meio dessa aula cheia de movimentos novos, os alunos vivenciaram seus elementos corporais obrigatórios e utilizaram o aparelho fita como possibilidade de construção e desenvolvimento de habilidades motoras.

Vocês podem ver as fotos no Flickr do Raízes, clicando aqui.

22/01
Estímulo à formação de equipes esportivas

Final do Interclasse de vôlei

Já está consolidada a ideia de que atividades físicas trazem uma série de benefícios às pessoas, independentemente da idade. Por isso, no Raízes, além das aulas regulares de educação física, estimulamos os alunos a formarem equipes esportivas para disputar campeonatos fora da escola.

A ideia é que, aliado aos objetivos físicos, os estudantes melhorem o relacionamento com os colegas e aprendam a trabalhar em grupo por meio de esportes coletivos.

As modalidades são variadas, pode ser vôlei, futebol ou handebol, e as equipes são abertas àqueles que já mandam bem no esporte ou para quem quer aprender mais.

Uma vez formada, a equipe pode representar o Raízes em competições municipais ou regionais.

27/03
Aluno do Raízes está em primeiro lugar em campeonato de tênis internacional

O Colégio Raízes está sendo muito bem representado no cenário esportivo internacional. Nosso aluno Pedro Henrique Brizido Marinho Barreto, que faz intercâmbio na Louisburg High School, Estados Unidos, está em primeiro lugar no torneio de tênis da escola.

pedro brizido

O time de Louisburg, tanto do individual quanto duplas, tem conquistado ótimos resultados nas partidas.

Nos últimos dias, Pedro venceu Owen Dement, por 6 sets a 0. A competição ainda não acabou e estamos torcendo para que o Pedro continue conquistando ótimos resultados lá fora.

Parabéns!!!

 

21/01
Aprendizado por meio do esporte

Além de estrutura completa para a prática das aulas de educação física, a galera do ensino médio participa de equipes nas modalidades futebol, vôlei, basquete e handebol.

Os times aprendem as regras e treinam os fundamentos de cada uma das modalidades para participar do campeonato Interclasse, torneio realizado ao longo do ano na escola.

Com isso, os estudantes, além de desenvolverem suas habilidades físicas, também aprendem a lidar com a competição, com erros e acertos, a melhorar a autoestima, o trabalho em equipe e a disciplina.

Interclasse

Há ainda o estímulo da atenção, da concentração, do pensamento ágil e do foco, habilidades que são fundamentais para o estudo voltado para o vestibular, certo? Todos os alunos podem integrar as equipes, desde aqueles que já mandam bem em uma modalidade até aqueles que querem aprender.

Interclasse de vôlei

Graças a este trabalho voltado para a formação das equipes, o Colégio Raízes pode participar de um intercâmbio esportivo no ano passado, a Copa 30 Anni, e conquistou bons resultados. E é sobre isso que vamos falar no próximo post!

14/01
Estrutura completa para a prática de esportes

A prática de exercícios é fundamental não só para o desenvolvimento físico dos jovens, mas também de suas habilidades e competências.

Por meio de atividades esportivas aprendemos a competir de forma saudável, desenvolvemos autoestima, o trabalho em equipe, a disciplina e aumentamos nossa capacidade de produção.

É por isso que, no Colégio Raízes, os esportes fazem parte da rotina dos alunos. Além das aulas de educação física regulares, as turmas do ensino médio participam, ao longo do ano, do campeonato Interclasse, um torneio interno com as modalidades futebol, handebol, basquete e vôlei.

Interclasse de vôleiOs alunos organizam suas equipes e participam de treinos muito divertidos que estimulam a atenção, a concentração, o pensamento ágil e o foco, habilidades imprescindíveis para quem vai participar da maratona de vestibulares.

Copa 30 AnniE para oferecer o melhor treinamento aos alunos, o Raízes conta com uma quadra poliesportiva coberta na unidade do ensino médio. A atenção ao esporte no colégio tem gerado resultados muito bacanas, com a melhora do desempenho dos nossos alunos nos estudos.

No ano passado, também tivemos a oportunidade de participar da Copa 30 Anni, na Argentina e nossas meninas do vôlei foram medalhistas.

Viu só como os esportes são fundamentais para o processo de ensino-aprendizagem?

14/10
Aprendendo vôlei com os melhores

O professor Marcelo, de educação física, deu uma dica muito bacana para quem gosta de vôlei e quer melhorar sua recepção, bloqueio e saques na modalidade.

O vídeo abaixo mostra os melhores momentos do jogo entre Brasil e Rússia na semifinal da Liga Mundial de Vôlei, disputada em julho deste ano.