09/06
Recuperação paralela de Física

Tem alguém com dúvidas sobre Física? Chegou a hora de resolvê-las!

Vai rolar uma recuperação paralela da disciplina na próxima quarta-feira, dia 14.

A aula será das 14 às 15h30.

Aproveitem para tirar todas as dúvidas!

15/05
Ligação da Física com o dia a dia

IMG_3961

Partindo do conceito que a Física é a ciência que explica o mundo em que vivemos, o 1º e 3º ano tiveram atividades que demonstram essa ligação na prática.

O pessoal do terceirão aprendeu a calcular a conta de energia de uma casa. Eles utilizaram dados da potência dos eletrodomésticos mais comuns e a estimativa do tempo de uso de cada um.

Ao final, eles descobriram o quanto de impacto os aparelhos podem ter no valor da conta mensal.

Já o 1º ano praticou a equação horário do espaço do movimento uniformemente variado.

Utilizando uma bolinha e um cronômetro, eles estimaram a aceleração da gravidade na sala de aula, descobrindo como essa constante é calculada.

IMG_3956

10/04
Recuperação paralela

Esta quarta-feira, dia 12, vai rolar mais uma recuperação paralela.

A disciplina será Física, portanto, se você está com alguma dúvida ou dificuldade com o conteúdo, a hora de resolver é agora.

O horário será das 13h30 às 15 horas.

Participem!

15/03
Experiência com sal de cozinha

DSC07151

A turma do 1º ano participou de uma experiência muito interessante no laboratório. Eles descobriram na prática como o sal pode reduzir a temperatura da água.

A experiência foi a seguinte: num copo com água e gelo, a temperatura era de 0ºC, no entanto, conforme adicionou-se cloreto de sódio (sal de cozinha) o líquido começou a ficar ainda mais gelado, chegando aos incríveis 17ºC negativos!

A temperatura foi tão baixa, que a turma mergulhou nesta solução um tubo de ensaio com óleo de cozinha, que acabou congelando.

Muito interessante, não?

DSC07148 DSC07152

DSC07157

30/01
6º post mais lido da história

Estamos quase no final do nosso Top 30. Hoje é dia de conhecer o 6º post mais lido da história do blog.

Experimentos químicos para a Feira de Ciências
(publicado originalmente em 23 de outubro de 2012)

Mostramos aqui no blog os experimentos feitos com as professoras Flaviana, de Física, Tida e Bianca, de Biologia, para a Feira de Ciências, certo?

Pois a galera também mandou muito bem nas experiências propostas pela professora Audrey, de Química. Teve aluno que colocou a mão na massa literalmente para apresentar um projeto bacana.

Como não queremos estragar a surpresa da Feira de Ciências, não vamos dar muitos detalhes sobre cada experiência.

Os alunos do 1º ano vão recriar uma areia movediça utilizando amido de milho e água, uma forma diferente de explicar o comportamento de fluidos Newtonianos e não-Newtonianos.

Já o 2º ano fará uma experiência química e gastronômica. A turma vai cozinhar ovos com a ajuda da termoquímica. O terceirão fará a experiência da Serpente do Faraó, um experimento que explica a oxidação de compostos orgânicos.

Para ter uma ideia do que vai rolar, vocês podem dar uma olhadinha nas fotos que já estão no Flickr do Raízes. É só clicar aqui.

24/01
Conhecendo os amigos

Nada melhor do que conhecer melhor os amigos da sala de aula certo? E é com este assunto que chegamos ao 10º lugar do nosso Top 30 mais lidos. Olha só como a dinâmica foi divertida.

Dinâmica com o 3º ano
(publicado originalmente em 16 de outubro de 2012)

Os alunos do 3° ano da prô Marluce realizaram a dinâmica Conhecendo os Amigos na quinta-feira (11).

Cada aluno fez uma carta contando as suas características e, em roda, cada um tirou da caixa de surpresa outra carta que não fosse a sua. Por meio das características, eles tinham de descobrir qual era o amigo descrito.

A prô Marluce contou que essa atividade foi muito gostosa a dinâmica e a empolgação e entusiasmo contagiou os alunos, que mal esperavam terminar a descrição das características para tentar adivinhar quem era o amigo descrito.

As fotos da dinâmica estão no Flickr do Raízes. Clique aqui para ver as imagens.

23/01
Experimento de química no Top 30 mais lidos

Você sabia que a cola de caseína foi utilizada na Primeira Guerra Mundial? Quer saber o que é caseína? Tudo isso está no 11º lugar do nosso Top 30 posts mais lidos da história do blog.

Experimento químico com o 9º ano
(publicado originalmente em 9 de outubro de 2012)

A professora Audrey, de Química, deu uma aula investigativa muito bacana na segunda-feira (8) para o 9º ano. Por meio de um experimento com leite, ela propôs um exercício para que os alunos pudessem refletir de forma crítica e avaliar possíveis explicações para a experiência.

Foram utilizados na experiência leite, vinagre de limão e bicarbonato de sódio. A principal proteína do leite é a caseína, um polímero natural usado para a fabricação de adesivos à base de água. Vocês sabiam que a cola de caseína foi usada na Primeira Guerra Mundial para a construção de aviões com estrutura de madeira?

Quando adicionado bicarbonato de sódio à proteína, é formado o caseinato de sódio, que tem propriedades adesivas, além de eliminar resíduos do ácido. O resultado da experiência proposta pela professora Audrey foi justamente uma cola muito eficaz para colar papel.

Vocês podem ver os procedimentos da experiência, o material utilizado e outras informações clicando aqui. Já as fotos do experimento estão no Flickr do Raízes.

16/01
Calculando o IMC

No 16º lugar do nosso Top 30 está um post sobre o Índice de Massa Corporal? Sabe o que é isso? Descubra abaixo:

Índice de Massa Corporal
(publicado originalmente em 19 de novembro de 2012)

Vocês já ouviram falar do IMC? A sigla significa Índice de Massa Corporal e é o principal instrumento utilizado para diagnóstico de obesidade no Brasil.

O IMC foi criado em 1835 pelo matemático e estatístico Lambert Adolphe Quetelet, que relacionou matematicamente a massa corporal e a altura de um indivíduo por meio da divisão do peso pelo quadrado da altura.

A nutricionista do Raízes, Paula Oseki, explicou que, em resumo, o IMC serve para orientar o público sobre o seu peso em relação à sua altura, ou seja, se a pessoa está gorda ou magra, mas esta é apenas uma das ferramentas de avaliação do peso.

Para vocês entenderem, o IMC = peso / (altura X altura) ou IMC = peso / altura², ou seja, para calcular o IMC, o peso (em quilos) é dividido pela altura (em metros) ao quadrado (altura vezes altura). Por exemplo, se uma pessoa de 1,55 metro e pesa 55 quilos, o IMC dela é calculado assim:

IMC = 55 ÷ (1,55 x 1,55)
IMC = 55 ÷ 2,4
IMC = 22,9 kg/m²

A partir daí, basta verificar o resultado na tabela do IMC para adultos:

E para crianças e jovens?
Nesses casos, o Ministério da Saúde indica o acompanhamento do peso em relação à altura por meio de alguns gráficos. Basta vocês calcularem o IMC da criança ou do adolescente com idade entre 2 e 19 anos e observar o gráfico seguindo as orientações: a linha verde significa peso ideal; a amarela significa levemente fora do peso; a vermelha significa muito fora do peso; e a preta significa alerta de saúde, atenção médica é necessária. Clique nos quadros para aumentar as imagens.

  

Exemplo: Se a criança é uma menina, tem 3 anos e 2 meses (linha horizontal) e IMC 14,5 (linha vertical), ela está com o peso ideal, pois se encontra dentro da área verde. Lembrando que a linha verde indica o IMC ideal, mas com tolerância até a as linhas amarelas. Somente a partir das linhas amarelas é que a criança estará fora do peso indicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

  

Exemplo: Se o jovem é um menino, tem 10 anos e 8 meses (linha horizontal) e IMC 18,1 (linha vertical), ele está com o peso ideal, pois se encontra dentro da área verde. Na verdade, ele está quase na linha amarela (sobrepeso), mas ainda está dentro da área do “peso normal”.

Verifique seu IMC agora mesmo!

11/11
Desenvolvendo games

Já tem algum tempo que jogos digitais deixaram de ser apenas um passatempo. Tem muita gente trabalhando – e ganhando bastante dinheiro – com isso, seja no desenvolvimento de games ou jogando profissionalmente.

Vocês sabiam que criar e programar jogos pode ser uma ótima opção de carreira? O curso Jogos Digitais é exatamente para quem quer seguir esta profissão.

Os alunos aprendem tanto a parte estratégica do jogo quanto a programação e o desenvolvimento em si, seja em 2D ou 3D, ou até mesmo a moldar personagens de realidade virtual.

As disciplinas do curso dividem-se exatamente nestes dois aspectos: técnica, com os programas necessários para a criação dos jogos, e a teórica, com aulas de roteiro e animação, por exemplo.

O mercado de trabalho é bastante amplo, porque várias empresas de segmentos diferentes podem contratar este tipo de profissional, já que o desenvolvimento de jogos eletrônicos tem se tornado cada vez mais comum, com usos bem variados.

07/11
Construindo um círculo trigonométrico

imagem-04-11-16-as-13-55-1

A palavra é difícil: trigonométrico. Mas o pessoal do 1º ano tirou de letra a atividade da prô Maria Inês.

Eles tiveram de construir um círculo trigonométrico e relacioná-lo com um triângulo retângulo. Daí, os alunos identificaram os catetos relacionados às razões.

A atividade, além de fazer com que todo mundo colocasse a mão na massa, auxiliou na compreensão das razões seno e cosseno no ciclo trigonométrico.

imagem-04-11-16-as-13-55