31/03
Coluna Tira-Dúvidas: excursão

Nesta semana, a coluna Tira-Dúvidas traz dicas e sugestões de lanches para excursões, aproveitando que na próxima semana os alunos irão para a Cidade do Livro e para a Estação Catavento Cultural e Água na Oca.


A nutricionista do Raízes, Paula Nogueira Oseki, recomenda que evitem refrigerantes e salgadinhos industrializados, comuns em excursões, e que a criança não saia de casa em jejum.

É importante tomar o café da manhã em casa, para evitar que a criança fique com muita fome antes do primeiro lanche do dia”, comenta.

A nutricionista enviou algumas dicas para a excursão:
– A água é item obrigatório na mochila. Muitas vezes esquecemos de levá-la, correndo o risco de desidratação. Deixe no congelador em casa, para que fique fresca no decorrer do passeio. Se tiver garrafinha térmica, melhor ainda. (O local pode não possuir lanchonete ou os bebedouros podem estar sujos, então é melhor prevenir);

– Suco, a água de coco ou achocolatados também são ótimas opções no lugar do refrigerante. Prefira os de caixinha (não estragam fora da geladeira), pois sucos naturais ficam amargos depois de muito tempo pronto e achocolatados estragam fora da refrigeração. Também deixe no congelador ou use uma garrafa térmica;

– Leve frutas já lavadas e embrulhadas em papel filme e barra de cereal;

– Prefira bolachas doces, salgadas ou bolos para lanchar (cuidado com pão contendo frios, requeijão, maionese e manteiga, e tortas, pois podem estragar fora de refrigeração). Se possuir bolsa ou lancheira térmica, pode colocar itens perecíveis, ou seja, que necessitam de refrigeração como frios, manteiga, requeijão, yakult e outros;

Para as crianças mais novas, da educação infantil, as dicas estão nos dois quadros abaixo. O vermelho, cujos alimentos são proibidos no dia a dia, e o verde, com opções saudáveis.
Dessa forma, os próprios alunos vão identificando aquilo que devem utilizar na alimentação e eles mesmos podem ajudar na preparação do lanche para a excursão.


30/03
Nana Raízes

Depois de os alunos do 2º ao 6º ano passarem a noite no Raízes, agora é a vez dos mais novos. Nesta sexta-feira (1º) ocorrerá o Nana Raízes, atividade para todas as crianças da educação infantil. 

Elas ficarão no colégio das 14 às 18 horas.

O objetivo é prepará-las para a hora de dormir, ensinando como fazer a caminha, tomar sopa, escovar os dentes e brincar de dormir.

29/03
A importância da brincadeira para as crianças


Para o Raízes, as brincadeiras sempre tiveram um papel fundamental para o desenvolvimento pleno de seus alunos do ensino infantil. É por esse motivo que, durante todo o ano, há diversas atividades e ações que estimulam as crianças a desenvolverem suas habilidades por meio de brincadeiras.

E é exatamente nesta linha que vão as diretrizes do Ministério da Educação, reforçadas pela coordenadora de Educação Infantil da Secretaria de Educação Básica da pasta, Rita de Cássia Coelho.

Ela falou ao jornal Folha de S.Paulo sobre a importância da brincadeira nos primeiros anos escolares – postura adotada pelo Raízes há anos.

A coordenadora disse que “as novas diretrizes da educação infantil dão à brincadeira um papel estruturante. Elas determinam que o currículo da educação infantil deve ser estruturado a partir de dois eixos: interações e brincadeiras”.

De acordo com Rita de Cássia, “a brincadeira tem uma função importante que estimula a imaginação da criança. Por meio do brincar é que a criança vai significar e ressignificar o real, tornar-se sujeito e partícipe”. 

Ela acrescenta que “ao brincar, as crianças exploram e refletem sobre a realidade e a cultura na qual vivem, incorporando-se e, ao mesmo tempo, questionando regras, papéis sociais e recriando cultura. Nos jogos de faz de conta, por exemplo, a criança recria situações que fazem parte de seu cotidiano, trazendo personagens e ações que fazem parte de suas observações”.

A entrevista completa pode ser lida aqui.

28/03
Noite do pijama


Os alunos do 2º ao 6º ano tiveram uma experiência bem diferente na sexta-feira (25): passaram a noite na escola! Foi a já tradicional Noite do Pijama, um dos eventos mais esperados no Raízes.

Ao lado de professores e coordenadores, as crianças tiveram uma série de atividades, como jogos de dominó, dama, varetas, de dança e brincadeiras recreativas. Além disso, eles fizeram um passeio noturno fora das dependências do colégio e também na trilha dos animais.

Com as lanternas, todos puderam explorar a vida noturna na natureza e brincar com a caça a pistas.

Para fechar a noite, os alunos criaram esquetes com o tema floresta e todos participaram do baile do chapéu louco, que contou com telão, iluminação especial e fumaça.

As fotos podem ser vistas aqui.

25/03
Explicando o terremoto


Por mais informação sobre o terremoto e o tsunami do Japão que esteja disponível nos meios de comunicação, não há nada melhor do que alguém mais próximo explicar o acontecimento que chocou o mundo nestas últimas semanas.

E foi exatamente o que fez o pai da Lariza, Vitor Velazquez Fernandez, aos alunos do Raízes. Ele, que é geólogo, foi até o colégio nesta semana para dar uma palestra sobre o assunto.

Os estudantes ouviram o profissional falar sobre os movimentos das placas tectônicas, questões ambientais e o comprometimento do homem com o planeta.

A iniciativa faz parte da postura do Raízes de sempre ampliar o conteúdo e conhecimento dos alunos, aproveitando fatos atuais para aprofundar aquilo que é ensinado em sala de aula.

Algumas fotos da palestra estão aqui.

24/03
Coluna Tira-Dúvidas sobre grãos


Os grãos têm um papel fundamental na alimentação das crianças. Eles são ricos em proteínas, ferro e cálcio, mas contêm também fibras e minerais, como o magnésio.
Por esse motivo, a nutricionista do Raízes, Paula Nogueira Oseki, tem trabalhado com estes alimentos e explicado aos estudantes o quanto é importante ingerí-los ao menos uma vez por dia. Eles ajudam a prevenir a anemia e auxiliam no desenvolvimento dos músculos, ossos e sistema nervoso.
Os grãos mais comuns e que geralmente fazem parte do dia a dia são a soja, o grão de bico, a ervilha e os feijões branco, preto e carioquinha. Existe uma infinidade de receitas com estes ingredientes, portanto, não há desculpa para que não façam parte da alimentação de toda a família.
Paula também mandou algumas dicas importantes relacionadas aos grãos:
– Por serem ricos em “gases”, algumas pessoas se queixam de flatulência (formação de gases no intestino) e dificuldade de digestão. Portanto, é importante deixar qualquer tipo de grão de molho de um dia para o outro e descartar a água (observe que ela estará com espuma, isso significa que os gases do grão foram eliminados);

– Cozinhe o feijão do dia a dia com algum tipo de legume (cenoura, batata, chuchu), deixando-o mais nutritivo;
– Use grãos diariamente, mas lembre-se da substituição: grão de bico no lugar do feijão por exemplo. É igual arroz e macarrão, quando o ideal é substituir um pelo outro;
– Grãos na salada ficam uma delícia, experimente fazer qualquer um ao molho vinagrete ou temperado com sal de ervas (cuja receita está aqui), limão e azeite;

– Com carne ou frango cozidos também ficam uma delícia, mas prepare separado. Por exemplo, faça o grão de bico só com louro e sal e deixe ao dente. Reserve. Cozinhe a carne e, depois de pronta, adicione o grão de bico e deixe um pouco para pegar gosto;
– Experimente fazer feijão branco ou lentilha no lugar do carioquinha do dia a dia para comer com arroz. Pode ser temperado da mesma forma. A lentilha não precisa de panela de pressão, cozinha muito rápido. Basta cinco minutos no fogo;
– Os grãos também podem ser utilizados no preparo de sopas, caldos ou cremes.
Gostou das dicas? Tem alguma dúvida? Mande sua pergunta para a nutricionista do Raízes. Basta enviar um e-mail para colegioraizesmogi@gmail.com.

23/03
Dicas de alimentos para excursões

Aproveitando que duas excursões estão se aproximando, a nutricionista do Raízes, Paula Nogueira Oseki, fará uma palestra sobre alimentos para excursão nesta quinta-feira (24).

Os alunos vão aprender o que é adequado levar para estas atividades, como guardar corretamente os alimentos, entre outras dicas e orientações da nutricionista.

Só para não esquecer: no dia 5 de abril, os estudantes do 3º ao 9º ano irão para o Catavento Cultural e Água na Oca; já no dia 8 de abril é a vez da turmas do maternal 2 até o 2º ano conhecerem a Cidade do Livro.

22/03
Noite do pijama


Nesta sexta-feira (25) ocorrerá a Noite do Pijama no Raízes. É uma das atividades mais esperadas e tradicionais do colégio, já que os alunos do 2º ao 6º anos dormem na escola e participam de uma série de atividades.

O objetivo é estimulá-los a ter um maior entrosamento e noção de responsabilidade, respeito, cooperação, ética, ordem, limpeza e organização.

Nesta edição da Noite do Pijama, os alunos terão a “Balada do Chapéu Louco”, passeio noturno, jogos e brincadeiras, entre outras coisas.

Para garantir que tudo saia como o planejado, os estudantes têm de respeitar as ordens de todos os adultos no comando, respeitar o colega durante as atividades e o sono, e manter um clima de cordialidade e união entre todas as séries.

Aqueles que não cumprirem estarão sujeitos às sanções previstas, como a escola ligar para os pais irem buscar ou advertência ou suspensão, de acordo com o regimento do Raízes.

É importante lembrar de preparar o enxoval (colchonete ou colchão, travesseiro, cobertor, nécessaire de higiene – escova de dente, creme dental, sabonete, toalha de rosto e escova de cabelo); uma troca de roupa para dormir (pijama de inverno); uma roupa para a balada e preparar o chapéu louco; repelente e lanterna.

Além disso, os alunos devem levar alimentação para sexta e sábado de manhã, separada e devidamente identificada de acordo com o dia.

Bom sono a todos!!!

21/03
Contato com a natureza


Além do ensino de referência, o Raízes sempre se preocupou com a qualidade de vida e a conscientização sobre a importância da cidadania para os alunos. 

Por isso, aliado às aulas com o conteúdo normal para cada série, os estudantes têm diversas atividades que complementam o aprendizado.

Para os alunos da educação infantil, por exemplo, uma das formas de ter contato com a natureza é a atividade com a Lola, o pônei do Raízes. Duas vezes por semana eles podem dar uma volta e aproveitam para conhecer um pouco melhor os animais.


Como o próprio Raízes está em meio à serra do Itapeti, não é difícil de todos os estudantes terem contato direto com a natureza. 

Há também uma série de ações que reforçam a importância de se preservar o meio ambiente e conhecê-lo a fundo, como a colheita do caqui, por exemplo.

Com isso, o Raízes demonstra na prática que o ensino vai muito além da sala de aula e proporciona um aprendizado completo para os alunos.


18/03
Colheita de caquis


Já que Mogi é a terra do caqui, e está ocorrendo o equinócio de outono – que marca a mudança da estação -, os alunos do Raízes aproveitaram para colher a fruta diretamente dos caquizais da escola, que estão carregados.

Na quinta (17) e na sexta-feira (18), os estudantes do  2º ao 9º ano desceram a trilha e tiveram a oportunidade de colher as frutas diretamente das árvores. Além de poder comer o que foi colhido na escola, todos puderam levar um pouco para casa. Já as crianças da educação infantil participaram colhendo araçá.

A atividade é de fundamental importância para que os alunos possam ter contato direto com a natureza e aprender mais sobre as estações do ano e algumas particularidades do meio ambiente.

Aproveitando a oportunidade, a professora de Artes do Raízes, Amarilis Carrasco, sugeriu algumas obras do artista Giuseppe Arcimboldo, grande admirador das estações do ano, cujas características eram reproduzidas em suas obras.

Para saber mais sobre o artista e ver algumas das obras, clique aqui.

As fotos da colheita dos caquis já estão serão publicadas no Flickr do Raízes em breve.