29/02
Cancelamento da excursão para o Hopi Hari

A excursão para o Hopi Hari, que estava marcada para o dia 9 de março para os alunos do 3º ao 9º ano, foi cancelada devido à pouca adesão de participantes ao passeio.

Mas os alunos não precisam ficar desanimados, pois, até o fim do mês, a direção do Raízes irá definir um novo lugar para a excursão.

Ano bissexto

Imaginem fazer aniversário de quatro em quatro anos. Pois é isso que acontece com quem nasce no dia 29 de fevereiro. A data só acontece em ano bissexto, como é o caso de 2012.

Mas por que nós precisamos mesmo do ano bissexto? Para corrigir uma falha do nosso calendário. Contamos o tempo a partir do calendário gregoriano, que surgiu com base em outros calendários inspirados no movimento de rotação da Terra.

Para girar em torno de si mesmo, a Terra leva 24 horas. Já para dar uma volta completa em torno do Sol, a Terra demora aproximadamente 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 46 segundos. Por isso nosso ano tem 365 dias, divididos em 12 meses. O problema é que sobram seis horas (arredondando as 5h48m46s).

Há mias de 2.220 anos, os egípcios de Alexandria tiveram a ideia de, a cada quatro anos, adicionar um dia a mais ao calendário, para compensar as seis horas restantes. É só fazer as contas: 6 horas do 1º ano + 6 horas do 2º + 6 horas do 3º + 6 horas do 4º ano = 24 horas.

O Google está prestando uma homenagem ao compositor italiano de música erudita Gioachino Rossini. Ele é compositor da ópera “O Berbeiro de Sevilha” e faria 220 anos hoje, dia 29 de fevereiro. Por isso, o doodle traz uma ilustração em homenagem ao músico.

Quem também faz aniversário hoje é o Emanuel Osório, que foi entrevistado pela Folhinha para falar sobre a emoção da primeira festinha no dia certo (e não no dia 28, como a mãe dele costuma fazer).

A reportagem fala de algumas curiosidades sobre o ano bissexto, como a tradição na Escócia e na Irlanda, que começou na Idade Média, de as mulheres pedirem a mão dos homens em casamento nos anos bissextos. Os noivos que recusavam o pedido pagavam uma multa simbólica, que poderia ser uma moeda, um beijo ou um vestido de seda para a moça rejeitada.

28/02
Fotos da Oficina de Sabão Sustentável

Os alunos do ensino fundamental II já sabem tudo sobre reciclagem de óleo de cozinha! A prô Amarilis mostrou passo a passo como fazer o sabão sustentável na oficina que rolou hoje.

Ao todo, foram feitos quatro quilos de sabão. Os tabletes estão secando na escola e, daqui dois dias, eles serão cortados e divididos entre os alunos. Quer ver as fotos da atividade? Então, passa no Flickr do Raízes.

Receita de sabão sustentável

Logo mais, os alunos do ensino fundamental II vão participar da Oficina de Sabão Sustentável. A prô Amarilis já avisou que será uma aula demonstrativa, ou seja, os alunos vão poder observar com calma todos os passos da transformação do óleo de cozinha em sabão.

Mas, para ninguém perder os detalhes, já estamos com a receita aqui no blog. Esse passo a passo é do site da eCycle, onde vocês podem encontrar muitas outras informações sobre reciclagem e consumo sustentável. Vamos à receita!

Ingredientes
– 2 litros de óleo de cozinha usado;
– 350 mililitros de água;
– 350 miligramas de soda cáustica em escamas;
– 100 mililitros de amaciante (opcional) ou 10 mililitros de essência de sua preferência;
– 50 mililitros de álcool (opcional);
– 1 bandeja de plástico resistente;
– 1 colher de pau;
– 1 par de luvas para lavar louças;
– 1 máscara descartável;
– 1 balde.

MUITO IMPORTANTE: Antes de por a mão na massa, coloque a máscara e as luvas. O pessoal do eCycle explicou que a soda cáustica é altamente corrosiva e deve ser manuseada com muito cuidado. E sempre peça a ajuda de um adulto, certo? As fotos do passo a passo são do Diego Menezes.

Modo de preparo
1 – Esquente a água (no fogão ou no micro-ondas) até que ela fique morna. Em seguida, despeje-a no balde e coloque a soda cáustica no mesmo recipiente. Mexa com a colher de pau até diluir (demora uns cinco minutos).

2 – Depois de retirar as impurezas do óleo com a ajuda de uma peneira, coloque-o dentro do balde.

3 – Mexa por 20 minutos. A mistura ficará quente devido às reações químicas.

4 – Despeje o líquido amaciante e continue mexendo por mais dez minutos.

5 – Coloque o álcool (três tampinhas são suficientes) e mexa bem por dez minutos para que a mistura não empelote. Depois, coloque tudo na bandeja de plástico. Na escola, nós vamos usar embalagens de leite longa-vida.

Depois de dois dias, a mistura ficará assim.

A última etapa é cortar o tablete em pedaços para usar no seu dia a dia. Se, mesmo com a receita, vocês não quiserem fazer seu próprio sabão, procurem postos que recebem óleo usado na seção Postos de Reciclagem da eCycle. Em Mogi, esxistem postos de coleta em supermecados ou na Biobrás, na ilha Marabá.

27/02
Dever cumprido!

Nas últimas três semanas, vocês acompanharam aqui no blog as histórias e expectativas dos alunos do Colégio Raízes que conquistaram ótimos resultados nas principais instituições de ensino superior do país.

Cinco dos nossos alunos optaram por cursos de Engenharia: a Carolina Marques já está em Lorena para estudar Engenharia Ambiental na USP; a Nádia Ribeiro foi para Campinas, cursar Engenharia Agrícola na Unicamp; a Juliana Kotake e a Bruna Moraes escolheram Engenharia de Alimentos, no campus de Pirassununga, na USP; e o Kevin Setio vai fazer Engenharia Elétrica, na Unesp.

Na área de informática, o Eric Inui vai estava matriculado para estudar Sistemas de Informação na USP, porém, ele também passou em Ciências da Computação na Unicamp, e decidiu ir para Campinas. Já o Caio Matsumoto vai estudar Ciências da Computação na Unesp. Outros dois alunos do Raízes que seguiram para a USP são a Evelise de Melo, que vai estudar Letras, e o Felipe Garcia, que optou por Marketing.

A Carla Maziero foi para Santos, estudar Fisioterapia na Unifesp, e o Marcelo Honda foi lá para o Rio Grande, para estudar Oceanologia na Furg. Depois que o blog conversou com toda essa galera, soubemos que a Vitória Laranjeira também se deu bem, passando na Unicamp no curso de Estatística. Já a Vanessa Kaori Oshiro Ueda entrou no curso de Física Médica da USP.

Ao todo, tivemos 11 12 13 estudantes da turma de 2011 aprovados em universidades públicas. Com isso, o Raízes atingiu o índice de 20% 30% de aprovação, resultado do esforço e da dedicação de alunos, professores e de toda a equipe do Raízes, somados ao ensino forte da escola.

Além dessa galera, mais duas alunas da turma de 2010 foram muito bem no vestibular: a Débora Hara e a Heloisa Padija, que passaram no curso de Marketing da USP. Mais uma vez, parabéns a todos que participaram dessas conquistas e muito sucesso a todos os alunos!

PS: Atualizado segunda-feira (19/3), às 11h34.

Portal COC Educação

O Colégio Raízes conta com suporte do Portal COC Educação, que reúne atividades interativas, animações, vídeos e mais de 40 mil páginas de conteúdo para os alunos.

Porém, o portal é mais do que um ambiente de estudos na internet. O site também é um espaço de integração dos pais nos assuntos relacionados à escola, como os conteúdos programáticos, por exemplo.

A partir de hoje, vamos começar a mostrar aqui no blog algumas ferramentas do Portal COC que podem ser usadas para auxiliar os pais a participar do planejamento da vida escolar dos alunos.

O primeiro passo é acessar o site do COC Educação e inserir login e senha no campo do lado esquerdo da página para acessar a área com informações restritas. O nome de usuário com a senha são dados a todos os pais e cada um tem o seu.

Uma das formas de acompanhar o dia a dia de aulas é acessar o link “Agenda do Aluno”. Nessa área, é possível acompanhar ver o conteúdo dado em cada dia, o professor e até tarefas pedidas.

Há ainda um campo para consultar notas, faltas e ocorrências dos alunos. Os dois links ficam no lado direito da tela, no box verde.

Dúvidas sobre alguma área espécífica do portal? Então, mande para o blog no e-mail colegioraizesmogi@gmail.com.

Excursão Parque Neo Geo Family

No dia 15 de março, está programada para os alunos do jardim I e II e 1º e 2º ano a excursão ao Parque Neo Geo Family, no Internacional Shopping Guarulhos.

Porém, para que o passeio aconteça, é preciso a participação de mais alunos. Por isso, vamos aceitar as inscrições até sexta-feira (2), para sabermos o total de adesões e se será necessário cancelar a excursão.

O Neo Geo Family é um parque localizado dentro do shopping, com muitos brinquedos, simuladores, máquinas de games, de tickets e de fotos, e também um boliche. O passeio contará com a presença de monitores para a criançada.

No dia da excursão, a saída será às 8 horas, ao lado do Clube Vila Santista, e o retorno, às 17 horas, no mesmo local. Mais informações sobre a excursão podem ser lidas clicando aqui.

24/02
Fotos Pintando a Quatro Mãos

As mamães e os alunos do maternal que participaram da atividade Pintando a Quatro Mãos se divertiram muito no evento que aconteceu nesta sexta-feira.

A prô Amarilis contou que as professoras de cada sala contaram uma história sobre o ovo e depois pediram para que as crianças falassem quais animais botam ovos.

Depois, todos cantaram uma música sobre a galinha e, em seguida, fizeram a atividade de pintura com técninas mistas: carimbo de folhas, legumes e frutas e pintura com os dedinhos.

Quer ver como os trabalhos ficaram lindos? É só acessar o Flickr do Raízes.

Juliana Kotake conquista vaga na USP

Juliana Yurie Kotake, de 17 anos, conquistou uma vaga no curso de Engenharia de Alimentos na USP. Ela faz parte da turma do Raízes que se formou em 2011.

Apesar do ótimo resultado, ela vai continuar a estudar para o vestibular em 2012, pois ainda está indecisa sobre a carreira que quer seguir.

“Engenharia de Alimentos é muito específico, por isso, vou tentar Engenharia Química, que é um curso mais amplo, poderei trabalhar em várias indústrias. Depois, é só partir para as especializações”.

Nossa aluna ficou muito feliz com o resultado e avaliou que essa experiência foi boa para avaliar seus conhecimentos. “Tive uma boa base no Raízes”. Olha só o que ela conversou com o blog:

Você ainda está muito indecisa sobre a profissão?
Eu sempre me identifiquei mais com exatas, então não tenho dúvidas que fui para a área certa. Gostei da proposta do curso de Engenharia de Alimentos depois que fui à feira da USP e conversei com uma profissional da área. Mas vou tentar Engenharia Química para ter mais opções no mercado de trabalho.

Como você se preparou para o vestibular?
Não tem muito segredo. É só deixar a preguiça de lado e estudar. No primeiro ano do ensino médio, senti algumas dificuldades, pois cheguei ao Raízes de outra escola. No terceirão, comecei a pensar mais nas carreiras e corri atrás dos estudos também. Aproveitei muito as aulas de atualidades, os plantões de dúvidas, as dicas dos professores e os exercícios das provas de vestibulares passados.

O que foi oferecido no Raízes que você considera um diferencial?
Os professores, que têm muita experiência e conseguem passar esse conhecimento para a gente. O material do COC também é bem completo. Tanto que não recorri a outros materiais para estudar para o vestibular.

Foi difícil controlar o nervosismo?
Na prova da Fuvest não fiquei muito preocupada. Mas, na Unicamp, fiquei um pouco aflita. Enfim, depois dessa maratona de provas, foi muito bacana conseguir esse resultado.

Que dica você dá para quem vai fazer o vestibular esse ano?
Prestar atenção no conteúdo que será pedido nas provas e correr atrás do prejuízo, caso você sinta dificuldades em uma disciplina. Outro ponto que foi muito importante no meu caso foi ficar ligada nas notícias, no que está acontecendo agora. Na Fuvest, muitas perguntas eram sobre atualidades.

Oficina de Sabão Sustentável

Assim como o papel, o metal, o vidro, o plástico e vários materiais orgânicos, o óleo de cozinha também pode – e deve – ser reciclado.

Até porque, cada litro de óleo despejado no esgoto tem capacidade para poluir cerca de um milhão de litros de água.

Uma das formas de se reaproveitar o óleo de cozinha é fazendo sabão. No ano passado, durante o concurso cultural sobre o meio ambiente do Raízes, alguns alunos apresentaram ações para a reutilização do material, como o ganhador do concurso, Renato Paixão Soares de Souza, que gravou um vídeo mostrando como fazer o sabão em casa.

Para conscientizar mais alunos sobre essa questão, o Raízes fará uma Oficina de Sabão Sustentável na terça-feira (28) com as turmas do ensino fundamental II, durante o horário de aula.

Serão reutilizados os litros de óleo da cozinha da unidade da serra, que regularmente são levados para postos de coleta. “A ideia de fazermos o sabão com os alunos surgiu para que possamos conscientizá-los a respeito do descarte correto do óleo usado em casa”, contou a prô Amarilis, que já testou e aprovou a receita do sabão.

Além do óleo, também serão reutilizadas caixinhas de leite para a fabricação do sabão, que depois será dividido com os alunos.

Essa é apenas uma das formas de se reaproveitar o óleo. A prô Jéssica, de Educação Ambiental, contou que, além da utilização do óleo para a fabricação de sabão, o material também pode ser enviado para pontos de coleta ou entidades que reutilizam o óleo na fabricação de tinta e biodisel.