31/01
Fazendinha em festa

2017-01-31-PHOTO-00000003

Nós já comentamos o quanto a equipe do Raízes fica feliz com a volta às aulas. Estar com os alunos diariamente é uma grande felicidade para nós.

Mas não foi só a equipe que comemorou o retorno das aulas. Os animais da Fazendinha do Raízes também. Como os alunos sempre estão em contato com eles, ficam super animados com a volta às aulas.

Este contato com os bichos é super importante para o desenvolvimento das crianças, por isso, fazemos questão de manter nossa Fazendinha sempre pronta para receber a todos.

2017-01-31-PHOTO-00000004 2017-01-31-PHOTO-00000005 2017-01-31-PHOTO-00000006

Amigo da Carona

Uma das campanhas mais bacanas que realizamos foi a Amigo da Carona. Auxiliamos os pais a se organizarem e dar caronas para outros alunos. A campanha foi destaque em toda a cidade e o 5º texto mais lido da história do blog foi justamente sobre isso.

Amigo da Carona no Diário de Mogi
(publicado originalmente em 31 de janeiro de 2012)

Mais informações sobre a campanha Amigo da Carona foram divulgadas na edição de hoje do Diário de Mogi. A diretora administrativa do Raízes, Silvia Alves, explicou como a ação surgiu e como ela funciona. Olha só:

PS: As fotos do primeiro dia de aula dos alunos da serra e do primeiro passeio de pônei do ano dos alunos da educação infantil estão no nosso Flickr. Atualizado terça-feira (31), às 17h35.

30/01
Horários das aulas

Finalmente tivemos o primeiro de aula, né? Já estávamos com saudades de todos aqui no Raízes.

Aproveitando que as aulas começaram, aí vão os horários de entrada e saída das turmas:

Educação Infantil:
7h45 às 12 horas – de quarta feira para quem fica no full-time das 7h45 às 15 horas

Fundamental I
7h45 às 12 horas – de terça e quinta no fulltime das 7h45 às 16h25

Fundamental II
7h30 às 12h50

6º post mais lido da história

Estamos quase no final do nosso Top 30. Hoje é dia de conhecer o 6º post mais lido da história do blog.

Experimentos químicos para a Feira de Ciências
(publicado originalmente em 23 de outubro de 2012)

Mostramos aqui no blog os experimentos feitos com as professoras Flaviana, de Física, Tida e Bianca, de Biologia, para a Feira de Ciências, certo?

Pois a galera também mandou muito bem nas experiências propostas pela professora Audrey, de Química. Teve aluno que colocou a mão na massa literalmente para apresentar um projeto bacana.

Como não queremos estragar a surpresa da Feira de Ciências, não vamos dar muitos detalhes sobre cada experiência.

Os alunos do 1º ano vão recriar uma areia movediça utilizando amido de milho e água, uma forma diferente de explicar o comportamento de fluidos Newtonianos e não-Newtonianos.

Já o 2º ano fará uma experiência química e gastronômica. A turma vai cozinhar ovos com a ajuda da termoquímica. O terceirão fará a experiência da Serpente do Faraó, um experimento que explica a oxidação de compostos orgânicos.

Para ter uma ideia do que vai rolar, vocês podem dar uma olhadinha nas fotos que já estão no Flickr do Raízes. É só clicar aqui.

27/01
Copa do Mundo no Top 30 mais lidos

Alguém está com saudades da Copa do Mundo? E quem aí lembra do grito da torcida mexicana? Este é o assunto do 7º post mais lido da história do blog do Raízes.

O porquê do grito da torcida mexicana
(publicado originalmente em 25 de junho de 2014)

A torcida do México tem chamado atenção nos jogos da Copa.

No jogo da primeira fase contra o Brasil, muito se falou sobre as cores, as músicas e a animação dos mexicanos, que, acreditam alguns, fizeram a diferença na disposição da sua seleção.

Já no jogo contra Camarões, também na primeira rodada, surgiu uma polêmica: a torcida foi acusada de manifestações homofóbicas devido a um dos seus gritos de guerra mais tradicionais.

É que antes das cobranças de tiro de meta do goleiro adversário, os mexicanos gritam em coro: “ehhhhhhhhhhhhh puto”. A Fifa acabou absolvendo a Associação Mexicana de Futebol, por considerar que o grito, dentro do contexto do futebol, não é considerado um insulto.

O goleiro Alfredo Talavera, um dos reservas do México, inclusive declarou que “puto” vem de “putozin” que, na língua nativa Nahuatl, significa “desejo que ele dê um chute horrível”. Mas será que é isso mesmo ou o “portero” mexicano deu uma trollada nos jornalistas.

Bom, ninguém melhor do que o professor Roberto Carlos, que dá aulas de espanhol no Raízes e é mexicano, para explicar a origem desta tradição futebolística.

Ele indicou a leitura do artigo da jornalista Yuriria Sierra, que escreve para o portal Excelsior, do blog colaborativo Esto y Aquello e do site Fanbolero, que apresentam diferentes visões sobre a origem do grito da torcida e suas repercussões.

E vocês, o que acham sobre a torcida mexicana?

26/01
Um pouco de poesia em espanhol

Nossa contagem regressiva está quase no final e hoje é dia de descobrir o 8º lugar no Top 30 mais lidos da história do blog. O assunto é poesia em espanhol. Boa leitura!

Poetas da língua espanhola
(publicado originalmente em 28 de março de 2012)

Federico García Lorca, poeta espanhol

O professor Roberto Carlos, de Espanhol, passou uma atividade que, além de ampliar os conhecimentos de vocês em espanhol, também vai ajudá-los a conhecer a cultura dos povos que falam a língua espanhola.

O trabaho, na verdade, é uma pesquisa sobre poetas de língua espanhola. Em sala de aula, o professor já passou as diretrizes da pesquisa e algumas referências de poetas. Mas, como nós sabemos que vocês estão sempre conectados, segue mais uma dica de fonte de pesquisa, dada pelo próprio professor.

É o site www.los-poetas.com, que reúne poesias e biografias dos principais poetas de países como México, Cuba, Espanha, Chile, Uruguai, Colômbia, República Dominicana, entre outros. O professor Roberto Carlos contou para o blog que, apesar de estar todo em espanhol, o site é bem claro e conciso.

Comunicado importante

Já comentamos que o Raízes está cheio de novidades para 2017, certo? Os segredos serão revelados só na próxima semana e, enquanto isso, temos um aviso importante aos pais.

Por conta da reorganização dos espaços, não será possível servir lanches e almoços avulsos até que as obras estejam 100% prontas.

Os pais que contratam o lanche e o almoço mensal podem ficar tranquilos, que estes estão garantidos.

Mas, por conta da questão estrutural, não conseguiremos atender aos outros neste primeiro momento, ok?

25/01
Dê o play nas experiências

O 9º lugar no Top 30 mais lidos é para todo mundo assistir. Os vídeos foram produzidos para mostrar experiências com a desnaturação da proteína do leite. É só dar o play!

Experiências
(publicado originalmente em 16 de março de 2012)

A aluna Gabriela Reis Simões, do 3ºA, fez um vídeo para mostrar como acontece a desnaturação da proteína do leite. Dá uma olhada!

A desnaturação das proteínas é tema das aulas de Biologia, da professora Tida. Além da desnaturação causada pela adição de outras substâncias, como o vinagre, há ainda a desnaturação causada pelo calor.

O tratamento térmico ao qual o leite longa vida é submetido, por exemplo, leva à desnaturação de suas proteínas.

Outra experiência foi feita pelo aluno Vinicius Toshio Sakaji, para demonstrar a quebra da tensão superficial da água.

Atualizado sexta-feira (16), às 14h00.

Aviso sobre a reunião

O ano mal começou, mas já estamos cheios de novidades.

Em 2017 haverá uma reorganização de espaços em nossa unidade, por isso, na segunda-feira, dia 30, quando voltam as aulas, não haverá a tradicional reunião com os pais.

O espaço do pátio coberto está recebendo melhorias e ficará pronto muito em breve. Vamos contar todas as novidades na próxima semana, ok?

E outra coisa importante: as salas de aula estão 100% prontas para receber os alunos, certo?

24/01
Conhecendo os amigos

Nada melhor do que conhecer melhor os amigos da sala de aula certo? E é com este assunto que chegamos ao 10º lugar do nosso Top 30 mais lidos. Olha só como a dinâmica foi divertida.

Dinâmica com o 3º ano
(publicado originalmente em 16 de outubro de 2012)

Os alunos do 3° ano da prô Marluce realizaram a dinâmica Conhecendo os Amigos na quinta-feira (11).

Cada aluno fez uma carta contando as suas características e, em roda, cada um tirou da caixa de surpresa outra carta que não fosse a sua. Por meio das características, eles tinham de descobrir qual era o amigo descrito.

A prô Marluce contou que essa atividade foi muito gostosa a dinâmica e a empolgação e entusiasmo contagiou os alunos, que mal esperavam terminar a descrição das características para tentar adivinhar quem era o amigo descrito.

As fotos da dinâmica estão no Flickr do Raízes. Clique aqui para ver as imagens.