22/05
Ditado da Explosão

1º ano (3)BUMMM…

Que tal ler de uma maneira diferente?

A cada estouro um desafio: uma palavra surgia e os alunos deveriam ler.

No 1º ano os alunos fizeram o “Ditado da explosão”, uma forma dinâmica e divertida de fixar as famílias silábicas aprendidas.

Em cada balão, havia uma palavra e à medida que os alunos estouravam uma bexiga, deveriam ler a palavra que estava escondida dentro dela.

O ditado é um instrumento que serve como uma forma de estudo.  Ele pode funcionar como um mapa para detectar possíveis dificuldades do grupo de palavras estudadas. Pode ser também uma estratégia de ensino para trabalhar ortografia e normas gramaticais.

Uma maneira divertida de fixar os conteúdos. Eles se divertiam muito a cada explosão.Veja aqui

15/05
E a herança vai para quem?

5º ano (2)Já imaginou um texto bem desenvolvido e bem escrito, mas com erros fatais de pontuação?

A pontuação tem a difícil missão de marcar na escrita as características próprias da oralidade e estabelecer as relações entre as palavras e as expressões. O emprego da pontuação pode alterar muito a interpretação de um texto.

Ela é a ferramenta que organiza, que sinaliza o texto que será lido, proporcionando ao leitor a capacidade de compreender perfeitamente o que o autor se propôs a argumentar.

Pensando nisso, a prô do 5º ano deu aos alunos a difícil tarefa de desvendar um mistério.

Um homem, muito rico, em seu leito de morte resolve deixar orientações para a divisão de sua fortuna e escreve assim:

“Deixo os meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do alfaiate nada aos pobres.”

E agora, quem herdou sua fortuna? O sobrinho, a irmã, o alfaiate ou os pobres? Divididos em grupos os alunos tiveram que usar corretamente os elementos de pontuação, de modo que ficasse claro para quem deveria ser dada a herança. Lembrando que todos poderiam herdá-la, dependiam apenas dos sinais de pontuação.

Confira aqui como os alunos distribuíram essa herança!

11/04
Que Português é esse?

GRAMÁTICA (2)Quem nunca ouviu falar, que determinada região do país fala um português “mais correto” do que outra?

Para combater esses mitos linguísticos, que propagam a ideia do preconceito linguístico e apenas reforçam a ideia de que a linguagem é um instrumento de poder simbólico, os alunos do 6º ano, fizeram uma pesquisa sobre o assunto.

A linguagem é um instrumento da comunicação, e deve ser utilizada de maneira democrática.

Na modalidade escrita é importante preservarmos a língua prescrita pelas gramáticas, caso contrário nossa língua portuguesa ficaria vulnerável. Já imaginou se cada um de nós inventasse regras,alterando as regras gramaticais já impostas?

Já para os alunos do 7º e 8º ano, para revisaram o conteúdo trabalhado no trimestre e aperfeiçoaram os estudos gramaticais, fizeram a aula invertida, onde através de pesquisas prepararam o material para apresentação, podendo assim revisar ou reforçar um conceito já estudado.

E o 9º ano, com papel sulfite e muita criatividade, estudou sobre as orações coordenadas e subordinadas, trocando as folhas e analisando uns dos outros, fizeram uma revisão muito eficiente.

Confira aqui!

06/02
A canoa virou…

1º ANO

Sabemos que com um simples pedaço de papel, dobrado e desdobrado, se pode criar e inovar, formando figuras diferenciadas, tais como transformar o papel em pássaro, em borboleta, barco, apenas para mencionar as formas tradicionais, podendo criar uma infinidade de outras formas ou figuras.

O trabalho das dobras no plano e espaço,desenvolvem a paciência, o relaxamento, a memorização, a exatidão e a coordenação motora necessárias, contribui para a integração de grupos, para criar histórias,e nos fazem viajar na imaginação.

Pensando nisso, a professora do 1º ano propôs a confecção de um barco,além disso cantaram uma música relacionada ao assunto.Uma atividade criativa e bem divertida para socializar os alunos.

Confira no vídeo a atividade completa:

21/11
Substantivo X Adjetivo

2º ano (2)A professora do 2º ano apresentou aos alunos as formas, significados e classificação das classes gramaticais com o objetivo deles diferenciarem os substantivos e adjetivos.

Em dupla, recortaram os substantivos de reportagens, escreveram uma frase com a palavra usando um adjetivo e reforçando a aprendizagem.

Em seguida fizeram um ditado no IPad,onde a professora ditava um substantivo e eles tinham que escrever um adjetivo para a palavra.

Dessa forma, além de aprenderem as classes gramaticais, puderam reforçar o aprendizado utilizando a tecnologia como ferramenta para o processo ensino-aprendizagem.

Confira como foi esse aprendizado aqui

25/04
Terceiro aprende com o jogo da garrafa

Terceiro aprende com o jogo da garrafa

A prô Luciana colocou a turma do 3º ano em um círculo fora da sala de aula para explicar melhor o conteúdo da aula. Eles aprenderam sobre antônimos e sinônimos.

No meio do círculo estavam algumas palavradas viradas para baixo. Depois de a prô girar a garrafa, onde ela parava o aluno tinha de pegar o papel e dizer o antônimo ou sinônimo da palavra escolhida.

A atividade lúdica ajuda a turma a fixar melhor o conteúdo que já havia sido trabalhado em sala de aula. Sem contar a diversão, não é?

Tem todos da aula aqui.

11/04
Soletrando com a caixa de letras

Soletrando com a caixa de letras

A turminha do 1º ano aprendeu a soletrar de uma maneira diferente na aula com a prô Maria de Fátima.

Por meio da caixa de letras, eles tinham de encontrar as letras corretas e formar a palavra ditada pela prô.

A atividade ajuda no reconhecimento das letras, na fixação do conteúdo e também na compreensão das famílias silábicas.

Além disso, a aula aguça o processo auditivo e melhora a compreensão daquilo que é dito.

Para ver fotos da aula, clique aqui.

08/12
Projeto carta

Projeto Carta 2016 - unidade da serra

Constantemente falamos sobre a tecnologia e as ferramentas mais modernas que auxiliam no aprendizado.

No entanto, o 6º e 7º ano tiveram uma atividade incrível à moda antiga: escrever cartas!

Durante o segundo semestre, a prô Aline trabalhou o gênero com as turmas do Raízes e também com turmas da escola municipal Victor Salviano, em Suzano.

Cada aluno teve o seu próprio correspondente e todos tiveram a oportunidade de exercitar a língua portuguesa.

Mais importante do que isso: as turmas puderam trocar informações e fazer novos amigos.

Tem fotos do projeto aqui.

22/11
Corrida das palavras

Corrida das palavras

Quem disse que para aprender um pouco mais sobre a Língua Portuguesa é necessário estar dentro da sala de aula? O 2º ano aprendeu, e muito, sobre português em uma aula na quadra poliesportiva.

A atividade foi a corrida das palavras. A turma foi dividida em dois grupos e cada um tinha de organizar as letras em ordem alfabética. As equipes também tiveram de formar três palavras e, levava a melhor, quem terminasse primeiro.

O mais importante nem foi a competição em si, mas sim a maneira lúdica que a prô Elen conseguiu encontrar para ensinar um pouco de português para a turma.

Para ver as fotos da aula, clique aqui.

25/10
Ditado estourado

Ditado estourado - unidade da serra

O 3º ano do ensino fundamental teve um ditado diferente na aula da prô Luciana. Dentro de bexigas coladas na lousa, foram colocadas duas palavras.

Os alunos tiveram de estourar a bexiga e contar quais eram as palavras para a turma. A partir disso, os alunos tinham de montar um frase utilizando estas duas palavras.

Além de ser uma aula diferente e divertida, a turma teve a oportunidade de melhorar o vocabulário e exercitar a criatividade para escrever frases.

Tem todos lá no Flickr. Clique aqui para vê-las.