05/06
Debate sobre extração mineral na aula de história

IMG_1434[1]

O 3º ano assistiu dois documentários sobre extração mineral no Brasil e tiveram de produzir um texto argumentativo sobre o assunto.

Primeiro, eles assistiram a um vídeo sobre a Gerdau, uma das maiores empresas do segmento do mundo. O vídeo mostrou passo a passo a produção e a aplicação do aço e algumas ações relacionadas aos meio ambiente.

O segundo foi sobre a tragédia ocorrida em Mariana, Minas Gerais, com o rompimento da barragem e as consequências ao meio ambiente.

Além de escrever, os alunos debateram o tema e entenderam melhor a questão, respeitando pontos de vista diferentes.

05/04
Turmas apresentam seminários sobre movimentos sociais

IMG_1482[1]

Uma ótima maneira de estimular os alunos a pesquisarem sobre determinados assuntos é pedir para que elaborem seminários. O professor Guto, de história, fez exatamente isso com as turmas.

Todos tiveram de pesquisar muito para apresentar conteúdos relacionados a movimentos sociais dos séculos XX e XXI, desde os feministas, passando pelo MST, até direitos humanos.

As turmas puderam utilizar os iPads para preparar o material e montar uma apresentação diferente para a sala. O professor comentou que todos se esforçaram bastante e os seminários ficaram muito bem apresentados.

Além do conteúdo em si, a atividade auxilia os alunos a se expressarem na frente de todos, melhorando inclusive o entendimento do conteúdo pesquisado e apresentado.

Estão todos de parabéns!!!

IMG_1491[1] IMG_1492[1]

08/03
Preparação para o Enem e vestibular desde já

IMG_1434[1]

Tudo bem que ainda faltam alguns meses para o Enem e os principais vestibulares, no entanto, o terceirão já está com a atenção total nestas provas.

O professor Guto, de história, deu uma aula totalmente voltada a questões relacionadas aos Enem e aos principais vestibulares do país. A turma teve uma revisão do movimentos emancipacionistas brasileiros, que antecederam a Independência.

A turma utilizou o conteúdo do iPad para responder questões e reforçar o conteúdo por meio da sequência didática, que é um material de apoio.

O bacana é que a aula foi bastante dinâmica e a turma conseguiu tirar toda as dúvidas em relação ao conteúdo de história.

IMG_1435[1]

24/02
A importância da música nas aulas de História

As aulas de História com o professor Guto costumam ser bem musicais. As músicas são um ótimo recurso para contextualizar um momento histórico, demonstrar ou explicar passagens da nossa história e de outros povos, desenvolver o pensamento crítico e fazer um recorte social.

Professor_Guto_Aula_Historia_com_musica_1

“Sempre que possível, o uso de músicas é importante no aprendizado de História. Quando não está contextualizada, serve como um momento de interação entre todos”, contou o professor.

Professor_Guto_Aula_Historia_com_musica_2

Em suas aulas, ele curte usar como repertório o rock nacional e a MPB. Estes dois tipos estilos musicais são bacanas nas aulas pois levam conhecimento extra por meio das informações contidas na letra e proporcionam uma dinâmica diferente entre os alunos, além de valorizar a cultura nacional, certo?

E vocês, quais canções gostariam de ouvir durante as aulas do professor Guto?

17/06
Dica do professor: Como surgiu a língua portuguesa?

A professora Vera, de gramática, indicou um vídeo super bacana, que mostra de uma forma sucinta a história da língua portuguesa no mundo.

Apesar de ser curto, o vídeo explica muito bem todo o processo de formação da língua em si e de todas as palavras e seus históricos derivados.  Vale a pena conferir!

Para assistir ao vídeo, basta dar o play.

 

13/05
Dica do professor: Fique por dentro dos assuntos estudados em sala

O professor Rafael, de história, passou mais dicas que podem ajudar na hora de estudar. São curiosidades e informações que vão aumentar ainda mais o conhecimento.

Como a turma do 1° ano está estudando sobre a civilização romana, para eles a dica é sobre o Coliseu, em Roma.

Considerado o maior e mais famoso símbolo do Império Romano, o Coliseu era um enorme anfiteatro reservado para combates entre gladiadores ou opondo esses guerreiros contra animais selvagens.

Era mais confortável do que muitos estádios modernos. Sua construção foi iniciada no ano 72 d.C., por ordem do imperador Flávio Vespasiano, que decidiu erguê-lo no local de um antigo palácio de Nero, seu antecessor no comando do império.

As obras levaram oito anos para serem concluídas e, quando tudo ficou pronto, Roma já era governada por Tito, filho de Vespasiano. Para homenagear seu pai, Tito batizou a construção de “Anfiteatro Flaviano”.

Além disso, o sítio arqueológico de Pompeia, na Itália, é indicado de se conhecer. Leia mais aqui

Já para a turma do 2° ano, que está estudando sobre os regimes totalitários e a Segunda Guerra Mundial, o professor indicou alguns filmes, como “Bastardos Inglórios”, “A Queda”, “Filhos da Guerra” e “A Lista de Schindler”.

Tem também esse resumo que pode ajudar bastante. Clique aqui para ver

E, para o terceirão que está estudando a Era Vargas e recentemente foi comentado sobre o personagem da Disney, que retrata o Brasil, o Zé Carioca, e Carmen Miranda, tem os filmes “Você já foi à Bahia” e “Alô Amigos”.

Você pode ler mais sobre esse assunto acessando uma matéria muito bacana, basta clicar aqui.

11/12
Dicas de história para o vestibular

O professor Rafael também deu dicas muito bacanas para quem quer se sair bem nas provas de história dos principais vestibulares. Vamos a elas:

- É interessante olhar as questões dos vestibulares anteriores. Vocês podem ver as provas passadas no site HistóriaNet, clicando aqui;

- Ao fazer o vestibular é importante ler o enunciado da questão associando-o ao contexto histórico retratado;

- Fiquem atentos aos temas clássicos que caem em vestibular, tais como o feudalismo, absolutismo monárquico, Revolução Francesa, Revolução Industrial. Crise de 1929, Segunda Guerra Mundial, Brasil Colonial e Era Vargas.

Dúvidas? Então é só deixar um recadinho aqui no blog!

28/08
Projeto de história sobre os conflitos entre Israel e Palestina

O professor Rafael, de história, propôs um projeto sobre os conflitos entre Israel e Palestina envolvendo todas as turmas do ensino médio.

Os alunos foram divididos em grupos e fizeram uma pesquisa sobre tudo que encadeou a atual situação na Faixa de Gaza.

Além de dividirem o conhecimento que cada um adquiriu em sala de aula, alguns grupos também produziram vídeos para mostrar sua pesquisa. Vamos ver?

As fotos das apresentações estão no Flickr do Raízes e podem ser vistas clicando aqui.

17/06
Você conhece a história das Copas?

Copa do Mundo não é só futebol, é história também! Os fatos políticos, sociais e econômicos influenciaram a escolha dos países-sede e alguns acontecimentos do mundo da bola.

“É importante conhecer a história das Copas para ficarmos por dentro do contexto político e social dos países que sediaram e disputaram o Mundial até hoje”.

A primeira Copa aconteceu em 1930, no Uruguai. Antes do torneio ser criado, a Fifa reconhecia o país medalha de ouro de futebol nos Jogos Olímpicos como o campeão mundial. Até que em 1928, o francês Jules Rimet, então presidente da Fifa, anunciou que criaria um torneio à parte.

No ano seguinte, o Uruguai foi escolhido para sediar a primeira Copa, não só porque tinha conquistado os dois últimos títulos olímpicos seguidos – em 1924 e em 1928 – mas também porque completaria 100 anos de independência em 1930.

Na primeira Copa, o Brasil fez uma campanha ruim. Devido a problemas políticos, a Federação Paulista não cedeu jogadores e a seleção brasileira foi formada às pressas, com jogadores do Rio de Janeiro. Resultado: não passou para as semifinais e terminou a competição em sexto lugar.

No quadro abaixo há um resuminho sobre todas as Copas do Mundo, para vocês ficarem por dentro das sedes e dos resultados.

Copas

E em 2014, será que dá Brasil?

29/04
Leituras para viajar pela história

Para ajudar a galera a ficar por dentro de fatos importantes da história, o professor Rafael indicou a leitura de alguns livros que valem para todas as turmas.

Os primeiros tratam dos arquétipos femininos e masculinos da cultura greco-romana: As Deusas e a Mulher e os Deuses e o Homem, de Jean Shinoda Bolen.

Há ainda livros que tratam da primeira e da segunda guerra: Era dos Extremos, de Eric Hobsbawm; A Menina que Roubava Livros, de Markus Zusak, e O Menino do Pijama Listrado, de John Boyne.

Sobre a história contemporânea do Brasil, o professor indica a coleção de livros de Elio Gaspari sobre a ditadura: A Ditadura Envergonhada, A Ditadura Escancarada, A Ditadura Derrotada e A Ditadura Encurralada.

Boa leitura!