17/05
Duelo musical

MÚSICA (9)O que vamos tocar hoje?

Já dizia o filósofo chinês Confúcio que “a música produz um tipo de prazer que a natureza humana não pode prescindir”, além de trazer benefícios sociais e motores.

A arte de tocar um instrumento exige muita coordenação olhos-mãos-dedos-pulsos-movimentos-braços. A reprodução de música por si mesmo requer que você se concentre em coisas ao mesmo tempo, como ritmo, altura, tom, melodia, duração da nota e qualidade de som.

Os alunos puderam explorar os diferentes timbres do coco, através do trabalho conjunto e duelos entre equipes.Praticaram a concentração com o sincronismo motor,  a paciência e concentração na rotatividade dos instrumentos atentando-se para a letra de Asa Branca.

Tiveram também a introdução ao ritmo Baião. Utilizando triângulo, coco, palmas e pés com a cantoria da letra da música.

Veja mais aqui!

23/04
Tchibum e os elementos de percussão

MÚSICA (2)MÚSICA (5)Tump, tump, tump, tump…

Ron, ron, ron, ron…

Fhhh, fhhh, fhhh, fhhh…

A música é de suma importância na educação das crianças. Ela contribui para o desenvolvimento psicomotor, socioafetivo, cognitivo e linguístico, além de ser facilitadora do processo de aprendizagem.

Com a música Tchibum os alunos do maternal ao 1º ano, tiveram uma interação com os instrumentos percussivos.

No maternal houve uma interação rítmica básica de pulso e contagem,mas também exploram a  cooperaçao na rotatividade dos instrumentos.

Para os alunos do infantil, desenvolveram a  percussão corporal e brincadeira de mão, explorando coordenaçao motora e conexão/sincronia com o outro.

E a turminha do 1° ano trabalhou com os instrumentos percussivos alternados, além da música tchibum escutaram também boneca de lata, exercitando a rotatividade, concentração, percepção rítmica e melódica cantando e tocando.

Veja como foi essa aula musical!

05/04
O que tem na música?

Música (1)Quem não gosta de ouvir música?

E o que precisamos para compor a música?

Para estimular o trabalho em grupo e a criatividade em equipe a prô de música  propôs a composição em grupo.

As composições são baseadas no conhecimento sonoro que o compositor adquiriu no local onde vive. A música que cada um compõe depende do lugar e da época em que viveu.

Além disso, trabalharam o timbre que é como se fosse  a “cor” do som. Aquilo que distingue a qualidade do tom ou voz de um instrumento ou cantor. Observaram o timbre de lata abafado e solto, com a canção “boneca de lata”.

Os alunos puderam perceber que a intensidade é a força do som, também conhecida como sonoridade, permitindo que eles diferenciassem o som fraco  e o som forte.

Uma aula cheia de ritmos e melodias.Música (2) Música (3)

Evolução nos meios de áudio

Citação

música (1)Alguém lembra da fita K7?

Quem já ouviu música em disco de vinil?

Muita gente não lembra desses objetos para apreciar as boas músicas.O universo das mídias de áudio são muito amplas e possuem diferentes linguagens, as quais evoluíram ao longo dos anos.

A proposta da professora de música foi apresentar aos alunos a relação e evolução das mídias de áudio ( rádio / disco de vinil / fita k7 / CD / MD / MP3 / internet) defendendo as vantagens e oferecendo alternativas para os pontos negativos.

Os alunos conheceram os pontos positivos das mídias e verificaram alternativas para suas limitações e desvantagens.

O objetivo foi demonstrar a evolução dos diferentes meios de áudio, apresentar os objetos citados, transportá-los para uma viagem histórica, além do que conhecem nos dias atuais em termos de consumo de material musical.

Veja aqui essa viagem no tempo!

12/03
Diferentes sons

musicalização (4)Aprender música  é um processo de construção do conhecimento,e favorece o desenvolvimento da sensibilidade e criatividade do aluno,além do senso rítmico, da imaginação, memória, concentração e atenção.

O respeito ao próximo, a socialização e afetividade, também contribuem para uma efetiva consciência musical.

Com os alunos do infantil e do 1º ano, a professora trabalhou com as diferenças de sons graves, médios e agudos na guitarra slide. Também exploraram os timbres e  a disciplina de audição do outro.

Já com os alunos do maternal foi  trabalhando pulso marcado com instrumentos percussivos simples em cantigas lúdicas,onde os alunos entraram em contato com a música.

Bacana, não é? Confira aqui outras fotos.

22/02
Musicalizando!

4º ANO - CAPAA música é uma espécie de modalidade que desenvolve a mente humana, promove o equilíbrio, proporcionando um estado agradável de bem-estar, facilitando a concentração e o desenvolvimento do raciocínio.

Além de estabelecer uma relação de interação e cooperação entre os alunos.

A professora pôde trabalhar com os alunos, estímulos diversos como pulsação, tempo forte e tempo fraco, instrumentos e suas funções, ouvir o outro e concentração no seu instrumento de forma complementar ao todo , facilitando o trabalho em grupo.

Foi uma aula bem divertida, podemos conferir aqui, assistindo aos vídeos:

2º ano

3º ano

4º ano

5º ano

06/12
Mude o ritmo

Música (12)O professor de música, com apenas o violão e a voz dos alunos, desenvolveu uma atividade muito criativa com seus alunos, chamada mude o ritmo.

Nessa brincadeira, o aluno escolhe uma música aleatória e através de uma nova inspiração troca o ritmo por outro, de samba para reggae, de reggae para rap e assim sucessivamente.

Além de trabalhar as questões da musicalidade e ritmo, os alunos exercitaram  a concentração, equilíbrio e bom humor, tudo isso ao som de boas músicas.

Confira aqui esse show de música!

05/12
Show de violão

Vamos conferir, o show de violão que os alunos estão dando. Conhecer um pouquinho desta aula, que incentiva o conhecimento em um instrumento musical, além de trabalhar concentração e equilíbrio dos alunos.

27/11
Harmonia, melodia e ritmo

músicaTodos sabemos da importância da musicalização para crianças e dos benefícios que  favorecem o desenvolvimento da sensibilidade e da criatividade.

Rubem Alves diz: “Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música não começaria com partituras, notas e pautas. Ouviríamos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria sobre instrumentos que fazem a música”.

Ensinar a experiência e o sentimento antes da prática é um dos conceitos presentes na musicalização.  A musicalização ensina os elementos de linguagem sem se preocupar com a parte técnica do instrumento. Nela a criança começa a perceber elementos como pulsação e forma, por meio de atividades gostosas.

O professor de música pensando em aumentar a percepção dos alunos em relação à música, desenvolveu uma aula de harmonia, melodia e ritmo.

Com uma base melódica mostrou aos alunos a diferença entre melodia e harmonia, e também trabalharam os ritmos, tudo isso para melhorar a percepção musical dos alunos.

Não podemos esquecer que toda essa informação para a criança serve como base musical e treinamento auditivo.

16/10
Exercendo a função de maestro

música (1)

Para que a arte instrumental siga rigorosamente o tempo rítmico, a dinâmica e o andamento indicado na partitura do compositor, é necessário um líder que mantenha a ordem da orquestra, pois do contrário, seria fácil cada músico perder a marcação do tempo em relação aos outros.

Aqui entra a figura do maestro como gerenciador do sistema musical. A figura do maestro, tal como conhecemos hoje, nasceu da necessidade de especializar um músico para providenciar o equilíbrio dos músicos.

O professor de música propôs então que os alunos exercessem essa função, utilizando as cantigas de roda para exercitar.

O aluno escolhido fará o papel de maestro, contar a pulsação fazendo o ritmo e toda a sala de aula deve acompanhar o maestro.

Tudo isso com o objetivo de estimular a atenção, trabalhar a pulsação rítmica, concentração e percepção sonora.

Confira as outras fotos aqui!